Wes Craven, director de filmes de terror icónicos como as séries “Scream” ou “Pesadelo em Elm Street”, morreu no domingo aos 76 anos, informou a família. O realizador, cuja personagem Freddie Krueger aterrorizou gerações de espetadores de cinema em todo o mundo, travava uma luta com um tumor no cérebro.

Segundo a família, Wes Craven morreu na sua casa em Los Angeles, acompanhado por familiares. O realizador tinha-se mudado há três anos para Martha’s Vineyard (uma ilha em Massachusetts, nos Estados Unidos, onde várias personalidades norte-americanas têm casa de férias). Mas regressou a a Los Angeles por razões de saúde e trabalho, escreve o Hollywood Reporter.

Natural do Ohio, onde ensinou inglês, Wes Craven dirigiu alguns episódios da série “Twilight Zone” nos anos 1980. Uns anos mais tarde, teve a ideia para “Elm Street” por viver ao lado de um cemitério numa rua com esse nome, nos subúrbios de Cleveland.

Foi também graças a Wes Craven que a atriz norte-americana Meryl Streep foi nomeada para um Óscar. Entre a realização de “Scream 2” e “Scream 3”, Wes afastou-se do terror e agarrou a oportunidade de dirigir um filme de outro género – o drama “Music of the Heart” (em português “Melodia do Coração”), de 1999, que conta a história de uma professora no problemático bairro nova-iorquino Harlem. Meryl Streep foi nomeada para o Óscar de Melhor Atriz.