A Pharol, a antiga PT SGPS registou prejuízos de 14,2 milhões de euros no primeiro semestre de 2015, o que compara com perdas de 66,9 milhões de euros no período homólogo de 2014, informou hoje a empresa.

Num comunicado enviado hoje à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a Pharol adianta que, no entanto, registou lucros de 28,7 milhões de euros no segundo trimestre de 2015.

“O desempenho da Oi foi sólido e mostrou uma evolução positiva num ambiente macroeconómico desafiador. A contribuição da Oi para os lucros foi de 24 milhões de euros no primeiro semestre de 2015”, refere o texto.

Os resultados operacionais no primeiro semestre de 2015 “foram de nove milhões de euros (incluindo 3,5 milhões de euros de despesas não-recorrentes) versus 12,8 milhões de euros no mesmo período de 2014”.

A antiga PT SGPS realça os “ganhos patrimoniais no montante de 13,3 milhões de euros (em comparação com 57,8 milhões de euros de perdas no primeiro semestre de 2014)”, bem como “os 24 milhões de euros na participação da PHAROL nos lucros da Oi e 10,7 milhões de euros em provisões (devido ao aumento da participação da PHAROL na Oi no segundo trimestre de 2015 e o subsequente ajuste de provisões)”.