O secretário-geral do Partido Socialista, António Costa, disse esta quarta-feira nos Açores que o Governo não tem sabido defender os interesses nacionais em diversas frentes e considerou “urgente encontrar uma resposta” para a crise do preço do leite.

António Costa, que está nos Açores, disse aos jornalistas que o Governo, “infelizmente”, não deu “a devida atenção” à situação do setor do leite, que enfrenta uma crise de preços associada ao embargo russo aos laticínios europeus e ao fim das quotas de produção, em abril passado.

“Os produtores de leite estão numa situação difícil. Queria expressar-lhes a minha solidariedade, mas também o meu sentido de incompreensão por este Governo que, nas diferentes frentes das relações internacionais se tem mostrado sempre um Governo que não está à altura da autoestima e da defesa dos interesses nacionais”, afirmou.

António Costa considerou que o executivo “esteve de cócoras perante a ‘troika’, foi desleixado no tratamento da questão da base das Lajes, distraiu-se na questão da quota da sardinha” e também nesta “crise leiteira não esteve à altura daquilo que devia estar”.

“É urgente encontrar uma resposta ao nível da União Europeia para aquilo que é a crise do leite de forma a procurar não só encontrar bons mecanismos de escoamento da produção como para apoiar o rendimento dos produtores que estão a ser seriamente afetados”, acrescentou, sublinhando que este é um setor “muito importante” da agricultura nacional e, em especial, nos Açores, região que produção 30% do leite nacional.