O candidato republicano Donald Trump comprometeu-se a apoiar o candidato do partido à presidência americana, nas eleições do próximo ano. Se não for o escolhido apoiará o candidato que o partido nomear, “seja ele quem for“.

O partido republicano receava que Trump avançasse como independente caso não recolhesse o apoio necessário para encabeçar a candidatura do partido. A solução encontrada foi pedir ao candidato que assinasse um documento de compromisso.

Donald Trump acrescentou ainda que o partido terá “maiores hipóteses de vitória” nas eleições se o próprio for nomeado e não concorrer contra outro candidato filiado no partido. Segundo Trump, foi essa a razão que o levou a assinar o documento.

O responsável do comité nacional republicano, Jim Gilmore, justificou o acordo com Donald Trump, afirmando que “quem quer o apoio do partido deve demostrar lealdade”. O partido republicano procura assim unir-se em torno de um único candidato. O objectivo é voltar a eleger um republicano para a presidência dos EUA, algo que não acontece desde que George W. Bush foi reeleito em 2004.