Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Norte

A rentrée do Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, começa com dois concertos imperdíveis (e gratuitos). Sexta-feira, às 22h30, Manel Cruz faz-se acompanhar com Nico Tricot, António Serginho e Eduardo Silva para, enquanto Estação de Serviço, tocar músicas inéditas e outras mais antigas de Pluto, Supernada e Foge Foge Bandido. Só o catálogo dos Ornatos Violeta fica de fora. No dia seguinte, à mesma hora, é a vez de ver e ouvir de perto Angel Olsen, cantora e compositora norte-americana que anda a quebrar corações e a fazer chorar os mais sensíveis com a sua música.

A temporada dos festivais de verão está quase a terminar, mas este fim de semana ainda é forte em eventos de música ao ar livre. Um deles é o Indie Music Fest, que sexta-feira, sábado e domingo leva à pequena freguesia de Baltar, em Paredes, 52 concertos, de nomes como Cave Story, Keep Razors Sharp, Brass Wires Orchestra, Os Capitães da Areia e Plus Ultra. O acesso ao campismo e à piscina está incluido no passe geral (30 euros). O bilhete diário custa 15 euros.

O primeiro fim de semana de setembro começa no Porto com dois concertos gratuitos na sala de visitas da cidade, a Avenida dos Aliados. Na sexta-feira, às 22h00, prepare o pé para uns passos de swing, porque a Banda Sinfónica Portuguesa vai transformar-se numa big band dos anos 30 e tocar Glenn Miller, Benny Goodman, Count Basie, Duke Ellington, Ella Fitzgerald e muito mais. No sábado, à mesma hora, a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música apresenta um espetáculo dedicado aos ritmos ibéricos, com alusões ao fandango e à ópera, e viagens desde o Alentejo até à Andaluzia.

francesinha-86_770x433_acf_cropped

Depois dos concertos na Avenida, dos filmes de Jacques Tati e da Feira do Livro, nada como ir recarregar energias ao evento Francesinha na Baixa. ©Fabrice Demoulin

Para que não vá sem energia para os concertos, ali ao lado, na Praça D. João I, está a decorrer mais um Francesinha na Baixa. Entre 3 e 13 de setembro, das 12h00 à meia-noite, várias casas conhecidas pelo famoso prato português apresentam francesinhas clássicas ou com algumas variações. É o caso da francesinha de carnes brancas e da francesinha vegetariana, opções mais saudáveis, e até uma francesinhas de peixe, com bife de atum, salmão fumado, delicias do mar e gambas. Quem quiser poderá também ver ao vivo chefs como Marlene Vieira (sábado, 21h30) e João Pupo Lameiras (sexta-feira, às 21h30) recriarem aquela que foi considerada pelo site The Culture Trip uma das 10 melhores sanduíches do mundo. A entrada custa três euros e dá direito a uma cerveja.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Para alimentar a alma, é obrigatório passar pelos Jardins do Palácio de Cristal, onde decorre, a partir de sexta-feira, a Feira do Livro do Porto. Sem APEL, mas com 130 expositores de editoras e livrarias. E com um programa cultural que inclui 10 debates (Richard Zimler, Valter Hugo Mãe, Sérgio Godinho, Álvaro Magalhães e Francisco José Viegas são alguns dos participantes), apresentações e sessões de autógrafos, spoken word (Valete inaugura esta sexta-feira, às 2200), sete sessões de cinema sobre a relação entre a palavra, a felicidade e a sétima arte, exposições e atividades destinadas aos mais novos. No sábado, às 17h00, Agustina Bessa-Luís vai ser homenageada: uma das tílias dos jardins do Palácio de Cristal vai ser batizada com o seu nome. A Feira funciona de segunda a quinta-feira, das 15h00 às 22h00, sexta-feira das 15h00 às 23h00, sábado das 12h00 às 23h00 e domingo das 12h00 às 22h00.

No cinema, há toda a obra do realizador Jacques Tati em exibição no Teatro Municipal do Campo Alegre, também no Porto. Esta sexta-feira, o público vai poder ver, ou rever, “As Férias do Sr. Hulot” (18h30 e 22h00), filme de 1953 exibido em Cannes e nomeado para os Óscares. Segue-se, no sábado, a comédia “O Meu Tio” (15h30, 18h30 e 22h00), que valeu ao realizador, em 1959, a estatueta dourada de melhor filme estrangeiro. No domingo, há incursão pela vida moderna de Paris, com “Playtime” (15h30, 18h30 e 22h00).

Centro

Na vila de Nelas, em Viseu, convida-se ao brinde e à degustação. O único requisito é que seja com Dão, já que é este o protagonista da Feira de Vinho que ali vai ter lugar na sexta-feira, sábado e domingo. Vão estar presentes 150 stands de 50 produtores. O vinho é a estrela, mas a gastronomia e as “wine parties” que ocupam todas as noites, entre as 23h00 e as 02h00, também merecem atenção.

caramulo motorfest

A expressão “fanático dos popós” ficou célebre no Porto, mas é no Caramulo que desfilam clássicos e máquinas mais modernas há uma década. ©Divulgação

Seguindo o lema “se conduzir não beba”, os leitores que tiverem ido à Feira do Dão devem evitar acelerar até à Serra do Caramulo, onde está a decorrer, em simultâneo, a 10.ª edição do Caramulo Motorfest. Os pilotos vão desfilar 80 veículos clássicos e modernos de fazer inveja até a quem não tem carta de condução. Se não aprecia carros, saiba que há várias atividades paralelas, desde desportos radicais até atividades para os mais novos.

O programa de cinema infantil “Filminhos à Solta” segue viagem até Leiria. No domingo, às 15h30, o Teatro Miguel Franco convida as famílias (em especial as crianças entre os quatro e os dez anos) a assistirem a várias curtas de animação de diferentes países, com o selo de qualidade da Zero em Comportamento. A entrada custa quatro euros.

Sul

A peça “El loco y la camisa” esteve em cena durante cinco temporadas seguidas na capital argentina, fez digressões internacionais, ganhou prémios, acumulou elogios e mostra-se, finalmente, num palco perto de nós. A convite do programa Próximo Futuro, da Gulbenkian, a Compahia argentina Banfield Teatro Ensamble apresenta-se no Teatro Aberto, em Lisboa, este sábado às 21h30, domingo às 19h00 e segunda-feira às 21h30. O bilhetes custam 15 euros.

Para a rentrée do Teatro do Bairro, no Bairro Alto, ficou reservada a peça “Lúcia Afogada“, de Martim Pedroso, um cruzamento entre a dramatização da História da Gata Borralheira com a poesia do livro Dia do Mar, ambos de Sophia de Mello Breyner Andersen. Dalila Carmo e Duarte Grilo dão corpo aos personagens. A música original é de Carlos Morgado e o video mapping é de Edgar Alberto. Tudo para ver sexta e sábado às 21h30 e domingo às 19h00, em troca de 12,50 euros (sujeito aos descontos habituais).

lúcia afogada

“Lúcia Afogada”, peça baseada em textos de Sophia de Mello Breyner Andresen, marca a rentrée do Teatro do Bairro. ©Alípio Padilha

A primeira edição do Lisb-On Festival Sonoro correu tão bem que a segunda edição já cá canta. O Parque Eduardo VII, em Lisboa, vai encher-se de melómanos prontos a abanar o corpo ao som de Nicolas Jaar (versão DJ set), Nina Kravitz, Todd Terje e Michael Mayer, entre muitos outros projetos interessantes. Quem quiser ir só no sábado terá de pagar 35 euros para entrar. O bilhete de dois dias custa 45 euros.

Todas as sextas-feiras de setembro trazem cinema ao ar livre na esplanada da Cinemateca, com projeções em 35 mm. O novo ciclo, que começa esta sexta-feira, vai ter quatro filmes dos anos 1930 onde colaboraram Josef von Sternberg e Marlene Dietrich. Esta noite, às 22h30, os cinéfilos vão poder ver “O Anjo Azul”, em troca de 3,20 euros.

A Casa Independente abre as portas à segunda edição do Magafest e à música alternativa portuguesa. No espaço situado no Intendente, em Lisboa, vão ouvir-se os doces Minta & The Brook Trout, as notas dedilhadas na guitarra de Filho da Mãe, o fado próprio de Lula Pena, o compasso de dança marcado pelo órgão de Jibóia e ainda mais, entre as 18h00 e as duas da manhã. A entrada custa 15 euros.

Avante, camarada, avante em direção à Quinta da Atalaia, no Seixal, onde começa esta sexta-feira mais uma Festa do Avante!. Na 39.ª edição do evento o programa mantém-se variado, entre debates, workshops, teatro e cinema. Dead Combo, António Chainho, Capicua, PAUS, Terrakota, Fausto, Xutos e Pontapés são alguns dos nomes que vão dar música. Bilhetes a partir dos 19 euros.

Foi há quase dois anos que a dieta mediterrânica conquistou um lugar na lista de Património Cultural Imaterial da Humanidade da UNESCO. A melhor forma de celebrar é, neste caso, sentar à mesa e comer-se o dito património. A terceira Feira da Dieta Mediterrânica decorre no centro histórico de Tavira, no Algarve, entre quinta-feira e domingo e tem como pratos fortes as oficinas de culinária, mercado de produtores, muita animação cultural para todas as idades e, claro, espaços de restauração.

Também no Algarve, mas em Faro, acontece o Festival F, com uma seleção de música portuguesa para diferentes gostos. Na sexta-feira, o público vai ter de se desdobrar para poder ver, por exemplo, David Fonseca, Norberto Lobo, Linda Martini ou o responsável por ter meio país a cantar “o pica do sete”, António Zambujo. Já no sábado os pontos altos do cartaz são os Deolinda, Peixe e Manel Cruz. Quem sabe não acontece uma mini-reunião de Ornatos Violeta na Vila Adentro. Era bonito.