Antes de 1980 poucas razões existiriam para que a pequena cidade de Elberton, localizada no estado da Georgia, andasse “nas bocas do Mundo”. Mas a construção de um misterioso monumento com instruções apocalípticas colocou-a no mapa.

O monumento das “Pedras Guias” de Georgia, que tem mais de cinco metros de altura, assenta em seis pedras de granito e pesa cerca de 119 toneladas. Numa das principais mensagens do monumento pode-se ler “Que estas sejam as pedras que nos levem a uma Era da razão”. Mas há muitas diretrizes para um período pós-apocalíptico. Entre elas constam, entre outras, as frases “Unam a humanidade com uma nova língua viva” e “Protegam as pessoas e as Nações com leis e tribunais justos”.

A história é contada pela BBC. Em 1979 um homem, de pseudónimo RC Christian, chegou a Eberton para construir um monumento, de tamanho significativo, que contivesse uma mensagem para as futuras gerações. O projecto avançou e, um ano depois, o monumento foi apresentado a aproximadamente 100 pessoas. A reacção não foi consensual:  um pastor local a quem o monumento foi apresentado afirmou desde logo que este fora construído para o culto de adoração ao Diabo. O motivo foi as aparentes semelhanças com o monumento pré-histórico inglês Stonehenge.

O monumento de Alberton é todos os anos alvo de visitas de turistas, que vêm de todo o Mundo para observar a singular construção. As teorias sobre o significado das mensagens, que já deram origem a diversas conspirações, são muitas: há quem ache que estas são uma chamada de atenção para a importância do pensamento racional (entre as quais a japonesa Yoko Ono), e há quem veja nas mensagens, por sua vez, um símbolo do Anti-Cristo.