O cofundador do partido francês Frente Nacional (FN), Jean-Marie Le Pen, anunciou hoje a criação de uma nova aliança política, Rassemblement Bleu-Blanc-Rouge, semelhante à formada pela sua filha, Marine Le Pen, atual presidente da FN, com os soberanistas.

O octogenário político francês pretende unir a ala mais dura da extrema-direita do país numa coligação eleitoral que quer que cresça no seio da FN, apesar da oposição da atual líder.

O patriarca do clã Le Pen deseja copiar o modelo do Rassemblement Bleu Marine (RBM), aliança impulsionada em 2012 por Marine Le Pen, que agrupa vários partidos soberanistas e de extrema-direita e com a qual os candidatos apoiados pela FN se apresentaram às últimas legislativas.

Esse novo projeto tomaria a forma de uma corrente partidária para Jean-Marie Le Pen, a quem foi retirado o estatuto de militante da FN em agosto passado, devido às suas recentes provocações e declarações antissemitas e revisionistas sobre o Holocausto. Le Pen conserva ainda o seu cargo de presidente honorário da FN, porque o seu afastamento exige a realização de uma assembleia presencial, que ainda não tem data prevista.