O seu smartphone facilita-lhe apenas a vida? Ou é quase um apêndice e não consegue viver sem ele nem um segundo? Pense bem e diga a verdade. Quer uma ajuda? Há 23 sinais, descritos pelo Huffington Post, que o vão ajudar a perceber se a relação que mantém com o seu smartphone é verdadeiramente saudável.

Ficar em pânico quando se perde o telemóvel? Ficar com a vida virada do avesso quando não é possível atender uma chamada telefónica ou responder a uma mensagem? Ficar com os nervos em franja quando o Instagram ou o Facebook não funcionam? Isto acontece, é verdade. Muitas pessoas mantém uma relação obsessiva com o seu smartphone. Apesar disso ainda há quem consiga desligar-se desse universo e estabelecer uma relação saudável e equilibrada com aquele que deve ser apenas visto como um facilitador para muitas tarefas.

Quer saber se está a salvo desta epidemia obsessiva? Confira aqui os sinais que lhe permitem descobrir se o seu smartphone não faz de si um refém.

1. O seu dia não começa e termina consigo a deslizar o ecrã para saber as novidades

O despertador toca, você espreguiça-se e fica mais uns minutos na cama até arranjar forças para se levantar. À noite lê um livro tranquilamente e espera que o João Pestana lhe bata à porta.

2. Se se esquecer do telemóvel não entra em pânico

Sai à pressa de casa e já só a caminho do trabalho é que percebe que o seu telemóvel ficou esquecido, mas não perde tempo a ir recuperá-lo. Quando chega a casa ao final do dia não vai a correr à procura dele.

3. O smartphone não dorme na sua cama

Decide ir dormir mas não leva consigo o telemóvel. Quer aproveitar o descanso e não ser incomodado por alguma chamada ou email de última hora.

4. Quando viaja ativa verdadeiramente o “modo avião”

Aproveita para dormir. Conversar com a pessoa do lado ou aproveitar as horas de viagem para ler um bom livro.

5. O telemóvel fica no bolso nos momentos mais bonitos do seu dia

Sabe quando aproveitar uma caminhada pela praia ou um belo pôr-do-sol.

6. O seu telemóvel não é um despertador 

“Trim trim”. Decidiu optar por um daqueles despertadores antigos infalíveis.

7. Não fica stressado por não ter respondido a todas as mensagens

Lê as mensagens quando lhe é possível e se não puder naquele momento, então responde mais tarde.

8. Também não fica stressado se os outros não responderem rápido

Sabe esperar e aguardar pela resposta serenamente.

9. O smartphone não está consigo à mesa

Gosta de comer tranquilamente e conversar com a sua família e amigos. O resto pode esperar.

10. Não mete no Instagram todas as suas refeições

A comida dá fotos giras, mas sabe que o mais importante é saboreá-las.

11. Ainda sabe que os mapas existem

Sabe que o Google Maps e o GPS são ótimos, mas também sabe orientar-se sem eles.

12. Os fins de semana são para se divertir

É fim de semana e decide ir passear, divertir-se. Ficar em casa com os olhos colados no ecrã não é uma opção para si.

13. Ainda sente o prazer de ler um livro em papel  

Gosta de sentir o papel e virar as páginas da história. A luminosidade dos ecrãs cansa-lhe os olhos.

14. Sabe dar atenção aos seus amigos

Gosta de parar e conversar com o seu amigo que precisa de atenção, de ajuda ou de um conselho. Gosta de parar o que está a fazer para ouvir com atenção.

15. Guarda na sua cabeça as memórias importantes

Consegue lembrar-se daquilo que necessita sem precisar do bloco de notas do seu telefone.

16. Não fica irritado se tiver pouca bateria 

Sabe esperar enquanto o seu smartphone carrega.

17. Tenta aproveitar o tempo sem tecnologia

Decide ouvir um CD de músicas que gosta e não pensa em mais nada.

18. Gosta de brincar e não fotografar tanto o seu animal de estimação

Diverte-se com o seu animal e não se preocupa em mostrá-lo numa rede social.

19. Sabe que o contacto visual com estranhos é importante. O desconforto não faz com que fixe os olhos no ecrã à procura de notificações

Sabe que os contactos com novas pessoas podem causar desconforto, mas não desiste. Fugir e preferir o telemóvel não é uma solução para si.

20. Nunca deixou cair o telemóvel na sanita

Não utiliza o smartphone na casa de banho. É só isso.

21. Não se coloca a si e ao seu smartphone em situações de risco

Sabe que pode perder muita coisa se estiver sempre a olhar para o ecrã do telemóvel. Ou então colocar-se em situações perigosas como quando está a conduzir ou a atravessar uma passadeira.

22. Faz publicações nas redes sociais sem estar sempre a verificá-las

Não se preocupa se o que publicou tem já tem muitos “likes”. Não está de minuto a minuto a verificar se alguém já comentou as suas fotos.

23. Sabe que os smartphones são ótimos, mas não deixa de viver a sua vida por causa disso.  

Sabe que o mais importante é fazer tudo em conta, peso e medida.

Depois destes 23 sinais que lhe mostrámos pense se a relação que mantém com o seu smartphone é realmente saudável.