567kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Este é o mapa da história das migrações no mundo

Este artigo tem mais de 5 anos

Não é a primeira vez que o mundo assiste a uma movimentação em massa de cidadãos. Este mapa mostra o número de migrantes em cada país. E de onde vieram.

i

Getty Images

Getty Images

Começaram por ser chamados imigrantes ilegais. Em julho soube-se que desde o início do ano já tinham chegado 137 mil migrantes em condições deploráveis ao território europeu. Adivinhavam-se “proporções históricas”, avisava o Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados.

As notícias choveram a partir daí. Vindos principalmente da Síria, passaram a ser tratados como refugiados, e os seus dramas agitaram a opinião pública, colocando o tema no topo das prioridades dos países da União Europeia.

Mas esta é, apenas, uma nova crise de refugiados. Nova, porque a história provou mais uma vez ser cíclica. Não é a primeira vez que o mundo assiste à movimentação em massa de pessoa. E para recordar cada uma delas, a Organização Internacional das Migrações analisou os dados e contou os migrantes na maior parte dos países do mundo.

No mapa abaixo pode explorar este mapa das migrações. Escolha se prefere visualizar os fluxos de entrada ou de saída. A seguir, clique num país e passe o cursor do rato sobre os aglomerados de círculos que surgem. Aparecerá então um balão com o número de migrantes vindo de um dado país. Quando selecionar um país para analisar a sua situação, pode também passar o cursor num outro país e assim analisar os números desse país em particular.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.