Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

No mundo dos desenhos animados ninguém envelhece. As travessuras não têm idade, por isso os seus protagonistas também não precisam de crescer: Tom e Jerry vão sempre andar às turras e Bugs Bunny será sempre ser um coelho atrevido.

Isto é válido nos ecrãs da televisão, mas não para o russo Andrew Tarusov. Este ilustrador decidiu imaginar como seriam os desenhos animais se o tempo passasse por eles. “Cada um deles teve uma existência longa e complicada” e isso é visível nestas imagens. Porque a verdade é que todos escondem histórias tristes nas rugas.

No Facebook do artista, ele explica como imagina o final das personagens da Looney Tunes e da Disney. Por exemplo, o Pateta não conseguiu seguro de vida e acabou desgraçado na rua. O amor de Daisy pelo pato Donald não durou até ao fim da vida e acabaram separados. E Tom e Jerry estão mesmo muito doentes.

Entre imagens de pin-up atrevidas e princesas da Disney em poses sugestivas, Andrew Tarusov demonstra o que aprendeu nos 10 anos em que viveu no mundo da arte e da animação. A sua criatividade é de tal modo reconhecida que trabalha frequentemente com marcas como a Cosmopolitan ou a Rolling Stone. Pode encontrar mais criações do russo no site do autor e nas redes sociais – Twitter e Instagram.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR