https://www.youtube.com/watch?v=11WIH5oe7BQ

Richard Cushworth, inglês, e a sua mulher Mercedes Casanellas, de El Salvador, missionários cristãos a fazer trabalho voluntário na América Central, tiveram, a 20 de junho, um filho num hospital privado em El Salvador. Pouco tempo depois vieram a público alegar que o filho tinha desaparecido logo depois de ter nascido e que o bebé que colocaram a seu lado não era o filho biológico. O seu maior receio era que o bebé tivesse sido roubado com destino ao tráfico de crianças.

A indignação e a preocupação do casal aumentou de tom depois de o médico envolvido no parto ter sido detido pelas autoridades na passada sexta-feira e de ter sido levado a tribunal.

Esta história que parecia ser trágica, acabou por parecer uma história saída de uma novela. Na passada segunda-feira, o Procurador-Geral daquele país da América Central anunciou a localização do bebé do casal. Esta descoberta foi feita depois de realizados testes de ADN em outros recém-nascidos. Ou seja, ficou concluído que dois bebés de dois casais tinham sido trocados no hospital. As televisões locais registaram o momento em que Richard e Mercedes se reuniram com o filho.

Antes deste momento, Casanellas, citada pelo The Guardian, tinha contado aos repórteres em El Salvador que tem “um bebé lindo em casa. Não é meu e se calhar há outra mãe a sofrer o mesmo que eu.”