436kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Bertie, a tartaruga mais rápida do Mundo, entrou no Guiness. É comparada a Usain Bolt.

Este artigo tem mais de 5 anos

Chama-se Bertie e entrou agora no Guiness, depois de bater todos os recordes de velocidade da sua espécie. Há quem lhe chame o Usain Bolt do mundo das tartarugas.

i

Getty Images

Getty Images

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Há uma nova tartaruga no livro de recordes do Guiness. Bertie, um verdadeiro velocista para a espécie, viu o Guiness reconhecer a sua façanha, um ano depois de ter batido por larga margem o anterior recorde de velocidade no mundo das tartarugas, que se mantinha imbatível há 38 anos.

O dono, Janine Calnizi, compara Bertie ao velocista jamaicano Usain Bolt. É que, tal como Bolt, também Bertie ultrapassou todos os recordes de velocidade que lhe antecediam: percorreu 5,48 metros em 19,59 segundos, menos de metade do tempo percorrido pelo anterior recordista.

Mas as comparações não se ficam por aí. Segundo afirma Calzini à BBC, Bertie “adora a atenção que a sua carreira tem atraído, e as pessoas que tem conhecido”. Tal como Bolt, é uma verdadeira celebridade a quebrar recordes nas pistas de atletismo.

Bertie, embora seja uma tartaruga, não foge também aos sacrifícios que o desporto impõe. A tartaruga leopardo, que tem cerca de dez anos, teve uma preparação rigorosa para a corrida, que incluiu uma dieta à base de morangos.

O esforçou compensou, e a espera também: Bertie teve de aguardar um ano para figurar no livro de recordes do Guiness. Agora, é oficialmente a tartaruga mais rápida do mundo.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.