Dois aviões de combate da Força Aérea Britânica intercetaram dois bombardeiros estratégicos russos perto do espaço aéreo do Reino Unido, informou hoje o ministério da Defesa.

Os caças-bombardeiros Typhoon, que partiram da base Lossiemouth (Escócia), escoltaram na quinta-feira os pesados e supersónicos bombardeiros russos Tupolev TU-160, afastando-os de uma zona considerada “área de interesse para o Reino Unido”, como assinalou o ministério.

Nos últimos meses registaram-se diversos incidentes semelhantes com efetivos militares russos, o último dos quais em abril, quando as forças armadas britânicas escoltaram para fora do seu espaço três vasos de guerra e dois aviões militares russos.

Em 29 de janeiro, o ministério dos Negócios Estrangeiros britânico convocou o embaixador da Rússia em Londres, Alexander Yakovenko, após a interceção de dois bombardeiros russos no espaço aéreo britânico.

Em outubro de 2014 a NATO informou ter detetado um “inabitual” aumento dos voos de aviões militares russos no espaço aéreo europeu.