O vídeo, filmado às escondidas por um voluntário austríaco que visitou o campo Roszke na quarta-feira, mostra cerca de 150 pessoas a lutarem por sacos com sandes atirados na sua direção pela polícia húngara, que usa capacetes e máscaras, num recinto cercado dentro de um grande átrio.

Mulheres e crianças são apanhadas na luta caótica por comida, com pessoas a tentarem freneticamente apanhar pedaços de pão que voam pelo ar. Muitos migrantes na traseira da multidão saltam para cima da cerca, acenando e gritando para atrair a atenção das autoridades.

“Pareciam animais a serem alimentados num curral, como Guantanamo na Europa”, disse Alexander Spritzendorfer, cuja mulher, Michaela, filmou as imagens.

Spritzendorfer disse à AFP que se deslocou até Roszke para levar comida, roupa e medicamentos para ajudar os milhares de refugiados que têm atravessado a fronteira.