Aventurar-se, seja em desportos de terra ou de mar, é cada vez mais um dos motivos que enche a Madeira de turistas. Mas ao contrário do que se possa pensar, a ilha não vive só de trekking e de mergulho. E se o arquipélago já era muito procurado por ingleses, alemães ou franceses, agora a ilha tem vindo a fazer parte dos planos de férias de lituanos, finlandeses, suecos ou noruegueses, que procuram adrenalina no meio da natureza.

O desporto de aventura está mesmo na moda na ilha: há para os amantes de mar ou para quem quer perder-se dentro das montanhas. E fora também: o downhill tem crescido nos últimos anos e não é preciso levar a bicicleta atrás, os locais tratam de tudo. Se nenhuma destas opções servir, atire-se de uma das serras. Falamos a sério: é para isso que existem asa-delta e parapente.

Canyoning

A geografia da Madeira, com lagoas virgens encaixadas por toda a ilha, muitas delas no meio das montanhas, é ideal para fazer canyoning: parecido com rapel, mas em cascatas, os praticantes descem quedas de água ou os leitos das ribeiras, presos a uma corda. Já lá em baixo, encontram as tais lagoas intactas, caminhos sinuosos e escorregadios, têm de nadar, caminhar e saltar à medida que os obstáculos naturais aparecem. E não são poucos. Pouca também não é a beleza natural que só pode ser vista por quem se atira à aventura. Exige coragem e alguma robustez física, mas ultrapassada essa fase, a compensação é a dobrar.

Como tem água o ano inteiro, a Ribeira da Lapa, no Campanário, é um dos locais mais procurados para a prática.

Canyoning - Madeira

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Surf

Mas o desporto de aventura na ilha também segue outros caminhos. O surf, por exemplo. São muitos os madeirenses que se dedicam a cortar as ondas do norte da ilha, mas não só. Para muitos surfistas internacionais, a ilha é conhecida como o “Havai da Europa” e já há várias escolas para receber os turistas que querem praticar. A Madeira Surf Camp , no Porto da Cruz, é um dos exemplos. S. Vicente, também no norte, ou Jardim do Mar e Paúl do Mar, no sul, são outros dos locais muito procurados. Aqui, pode ver os melhores sítios para apanhar ondas.

SURF - Madeira

Downhill

Sim, os desportos de aventura são cada vez mais uma aposta para agarrar novos visitantes e, a julgar pelo desenvolvimento das empresas ligadas ao setor, a promessa de crescimento está a cumprir-se. É o que também acontece com o downhill: descer os trilhos e as veredas (caminhos estreitos) das montanhas em cima de uma bicicleta e a toda a velocidade. Como o terreno é íngreme e instável, o downhill pede alguma destreza e manobras rápidas sobre as rochas: sim, há muitos saltos e quedas, mas a promessa é mesmo de muita adrenalina.

Downhill Madeira

Asa-delta

Ou parapente para os menos destemidos (um pouco menos, vá). Com montanhas, montes e rochas a compor toda a ilha e o Atlântico a perder de vista, a ilha convida a um mergulho… no ar. Ver a vista de cima mistura a emoção do voo livre com o espectáculo natural. A aprendizagem é relativamente rápida e os sítios mais concorridos para descolar ficam no Pico da Cruz, no Miradouro da Madalena, no Porto da Cruz e nos Prazeres.

Parapente - Madeira