agenda-fimVerao-norte

Se a meio de um espetáculo de teatro lhe der a fome, a única coisa que há a fazer é desejar que o estômago não comece a fazer ruídos embaraçosos e aguardar pelas palmas finais para poder sair e satisfazer o apetite. Mas não em “Pantagruel“, a nova peça que o Teatro Oficina e o Teatro Experimental do Porto estreiam no Centro Cultural Vila Flor, em Guimarães, entre quinta-feira e domingo. O público não só não ficará mal visto por comer dentro da sala, como será convidado a degustar, “de forma extravagante”, uma refeição, como parte da representação. É esperar para comer. Perdão, para ver. A entrada nesta experiência faz-se a troco de 10 euros.

Depois de 10 edições em Santa Maria da Feira, o Festival Para Gente Sentada monta agora as cadeiras em Braga. Pelo GNRation e pelo Theatro Circo vão passar, por exemplo, os Giant Sand (projeto de Howe Gelb que passou este ano pelo NOS Primavera Sound), a libanesa Yasmine Hamdan e o português Bruno Pernadas. No sábado, destaque para os experientes Mercury Rev, para a estreante Lydia Ainsworth e para o português B Fachada. Os bilhetes custam 35 euros para os dois dias e 20 euros o bilhete diário.

A chegada do outono pode significar o adeus a muitas coisas, desde os chinelos no dedo aos mergulhos no mar. Mas também é sinónimo de muitos regressos. Um deles é o Porto de Encontro, que volta à Biblioteca Municipal Almeida Garrett com Afonso Cruz como primeiro convidado do jornalista Sérgio Almeida. A conversa acontece no domingo, às 18h30, com entrada livre.

O teatro também regressa em força com a queda das primeiras folhas das árvores. “É Impossível Viver”, da dramaturga e encenadora Ana Luena, através das palavras de Frank Kafka, é a peça que estreia esta quinta-feira no pequeno auditório do Teatro Rivoli, no Porto. Tem como base o conto Descrição de uma Luta, editado postumamente. João Lagarto e Sérgio Praia interpretam. A música original é de Peixe, antigo guitarrista de Ornatos Violeta. Em cena quinta, sexta e sábado às 21h30 e no domingo às 17h00, com bilhetes a cinco euros.

Ainda no teatro, entre 17 e 30 de setembro decorre o festival Cena Contemporânea de Matosinhos em Português. Pelo Cine-Teatro Constantino Nery vão passar espetáculos de teatro em estreia absoluta, dança, música de Manel Cruz e da cabo-verdiana Teté Alhinho, documentários, encontros entres criadores, oficinas, o lançamento de um livro e debates sobre novas dramaturgias. O programa, com horários e preços, está aqui.

O bom tempo regressa este fim de semana, pelo que um passeio de bicicleta vem mesmo a calhar. Mas se está a pensar vestir o fato de treino para pedalar, esqueça: no Porto Urban Cicle Chic, os participantes têm de vestir com estilo. O percurso inclui uma voltinha aos Jardins do Palácio de Cristal, Torre dos Clérigos, Livraria Lello, Rua Miguel Bombarda e Museu Nacional Soares dos Reis. A partida é às 15h00 do Mercado Bom Sucesso e, ao longo do percurso, haverá câmaras fotográficas a registar os melhores modelos (no fim há prémios para os mais estilosos). A participação é gratuita, mas é necessária inscrição online.

agenda-fimVerao-centro

A Casa da Criatividade, em São João da Madeira, marca a sua rentrée com um concerto de B Fachada, esta sexta-feira. O encontro com o cantautor está marcado para as 21h30, a troco de seis euros.

A chegada do outono traz de volta o festival OuTonalidades, que entre 17 de setembro e 17 de dezembro apresenta 61 concertos de 39 grupos diferentes. O world jazz do espanhol Tommy Caggiani Therion Project tem honras de abertura com duas apresentações, primeiro no Cineteatro Alba, em Albergaria-a-Velha, esta quinta-feira, e de seguida no Espaço d’Orfeu, em Águeda, na sexta-feira. Sábado, há Pedro Jóia a solo no Cine-Teatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira.

“Peregrinação – A Saga de Fernão Mendes Pinto” foi o espetáculo escolhido para abrir, na sexta-feira, a XI edição do Festival Internacional para a Infância e Juventude, no Teatro Sá da Bandeira, em Santarém. No sábado há dança e no domingo a promessa é de teatro sem palavras. O Festival prolonga-se até 27 de setembro com diversas atividades, desde exposições a concertos, passando por oficinas para crianças.

agenda-fimVerao-sul

Quem não pôde ver a exposição “Within Light / Inside Glass” em Veneza pode fazê-lo agora bem mais perto, na Galeria Millennium, na Baixa Pombalina. A luz, o vidro, e a sua interação de caráter artístico e técnico-científico são os temas da exposição de 13 artistas, concebida pela vicarte – unidade de investigação “Vidro e Cerâmica para as Artes” da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Há néon, esculturas, novas tecnologias, fotografia, pintura e desenho para ver até 9 de janeiro, com entrada livre.

Alfama já se está a aperaltar para receber mais uma edição do Caixa Alfama, o festival do fado. Esta sexta-feira e sábado há concertos de Ana Moura, Diamantina, António Chaínho, Pedro Moutinho, Anabela (e uma homenagem imperdível a Amália Rodrigues feita por Júlio Resende e convidados) espalhados por 10 palcos diferentes. O bilhete diário custa 38 euros, o passe custa 45 euros.

Farto de olhar assustado para os livros de sushi? Então o workshop de sushi que o SushiCafé Avenida está a preparar para sábado é para si. O chef Daniel Rente vai ensinar a arte da gastronomia nipónica entre as 11h00 e as 14h00 no restaurante e, no final, os participantes vão poder almoçar aquilo que aprenderam a preparar. A inscrição custa 60 euros e inclui a refeição.

Depois de ser apresentada em Lanzarote, Sevilha e também Lisboa, a exposição “Lanzarote, a Janela de Saramago“, com fotografias da autoria de João Vilhena, chega esta sexta-feira ao Centro Cultural Palácio do Egito, em Oeiras. A mostra é composta por fotografias a preto e branco, sépia e cor, da ilha de Lanzarote e do escritor galardoado com o Nobel da Literatura em 1998. Fica completa por uma instalação feita com palavras de José Saramago que interagem com as fotografias e uma partitura sonora criada para o efeito por Cindy Kat. Para ver até 18 de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00. A entrada custa dois euros, exceto ao domingo, que é gratuita.

No Hipódromo Manuel Possolo, em Cascais, o fim de semana é dedicado às famílias com o Family Land. Há 30 atividades diferentes para aproveitar no sábado (10h00 às 23h00) e no domingo (10h00 às 18h00), desde passeios a cavalo a insufláveis, passando por desafios para cumprir em família. Entradas a partir dos 1,50 euros.

Festival de Teatro Amador de Odemira, no litoral alentejano, arranca este sábado, com o espetáculo “Festa Infernal 2”, pelo Grupo de Teatro Desenferruja Mentes. Ao todo participam sete grupos do concelho, que até 31 de outubro levam espetáculos ao Cineteatro Camacho Costa, sempre aos sábados, a partir das 21h30 e com entrada gratuita.

Sérgio Godinho e Jorge Palma, dois colossos da música portuguesa, juntos em palco. O espetáculo que nasceu este ano passa no sábado, às 21h30, pelo Cine-Teatro Louletano, no Algarve, e a corrida aos bilhetes foi tal que já anunciaram um espetáculo extra para domingo, às 18h00. Ouvir as canções de ambos custa 20 euros.

agenda-fimVerao-ilhas

As ilhas açorianas, com a exceção do Corvo, vão fazer parte do Roteiro de Arquitetura dos Açores, um projeto online e bilingue da delegação da Ordem dos Arquitetos, a lançar esta sexta-feira. Ao todo fazem parte 51 obras variadas, desde habitações unifamiliares a equipamentos e arranjos urbanos. O objetivo é mostrar obras pouco conhecidas do público, bem como valorizar e divulgar o património edificado no arquipélago.

Pelo Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, vai passar o fadista Carlos do Carmo. Recuperado da operação ao coração, pisa o palco no sábado, às 21h30, com bilhetes entre os 17,50 e os 22,50 euros.