O Centro Nacional de Cultura (CNC) inicia, a 30 de setembro, em Lisboa, um ciclo de conferências sobre ciência, política e cultura científica. Uma forma de homenagear Mariano Gago, falecido em abril deste ano.

Mariano Gago estava a preparar este ciclo de conferências antes de morrer de doença súbita, aos 66 anos. O CNC, com o qual colaborava, “resolveu realizar na mesma, mas em homenagem ao professor”, informou em comunicado a associação, que aproveita também para comemorar 70 anos de existência.

O ciclo de encontros começa às 18h00, no CNC, com o lançamento póstumo do último texto de José Mariano Gago, CIÊNCIA, Judite e Almada: Nomes de guerra, HOJE, que “reflete o pensamento modernista do homem e do humanista que introduziu em Portugal a noção de que fazer ciência faz parte da ambição que todos os portugueses têm para os seus filhos”, refere o mesmo comunicado. O texto será lido pelo encendor Jorge Silva Melo e pelo ex-presidente da FCT, João Sentieiro, seguindo-se uma discussão com três académicos de áreas diferentes.

O segundo encontro está marcado para 22 de outubro, às 18h00, no Grémio Literário, em Lisboa, e será dedicado ao debate sobre o papel da ciência no desenvolvimento da integração europeia de Portugal. Será abordado “o processo de adesão ao CERN (o maior laboratório de física de partículas do mundo) no contexto das políticas públicas de cooperação científica internacional, especialmente estimuladas por José Mariano Gago”. Para dar as conferências foram convidados Jean Pierre Contzen, da Academia das Ciência da Bélgica e Von Karman Institute, e Herwig Schopper, Antigo Director Geral do CERN.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O terceiro encontro, a 5 de novembro, é dedicado à evolução da investigação em cancro, incluindo o debate sobre a evolução da organização da atividade cientifica em ciências da saúde na Europa, ao qual José Mariano Gago se dedicou particularmente nos últimos anos da sua vida. Está marcado para as 18h00, no Instituto Português de Oncologia de Lisboa.

O ciclo de encontros encerra com uma conferência internacional, a 20 de novembro, sobre o estado da ciência e a ambição de garantir o conhecimento como futuro. A última conferência acontece entre as 10h00 e as 19h00 no Pavilhão do Conhecimento, também em Lisboa.