Um estudante venceu um prémio por se deixar picar por abelhas em 25 zonas diferentes do corpo. O objetivo era descobrir quais são as três partes do corpo humanos onde a picada é mais dolorosa.

O prémio não é um Nobel. Mas é quase. É um Ig Nobel. E este galardão, que é uma mistura entre Nobel e Ignóbil (algo vil, desprezível ou “não nobre”), foi criado por uma revista de humor chamada Annals of Improbable Research (Anuários de uma Pesquisa Improvável) que premeia as descobertas mais estranhas do ano. Na cerimónia, que se realiza desde 1991, e que tem lugar em Harvard, o prémio principal foi para o homem das abelhas mas também foram galardoadas outras descobertas, que nos podem dar muito jeito.

beestingsres

AP Photo/Charles Krupa

Michael Smith, o grande vencedor da edição deste ano, deixou-se ser picado 200 vezes, concluindo que as partes menos dolorosas são o crânio, a ponta do dedo do meio do pé e o braço. Os mais dolorosos foram o órgão sexual masculino, a narina e o lábio superior. Para as mulheres são os dois últimos. Para saber o primeiro, já se sabe como descobrir… E ainda pode receber um prémio.

De entre os outros vencedores, na cerimónia realizada na passada quinta-feira, contam-se um grupo de cientistas que concluiu que é possível um homem ter até 888 filhos, e para isso bastam 32 anos e 65 mulheres. Ou um grupo de linguistas que descobriu que, em quase todas as nacionalidades do mundo é utilizada a expressão “huh” para manifestar incompreensão durante uma conversa. Outro grupo de investigadores chegaram à conclusão que um CEO de uma empresa que tenha sido diretamente afetado por um desastre natural arrisca menos do que uma criança durante a sua vida profissional.

Continuando, e como conta o El Pais, o Ig Nobel da Biologia foi para um grupo de chilenos. E esta descoberta poderia resultar num novo filme de Jurassic Park. É que se enfiar um pau no traseiro de uma galinha, esta anda como os dinossauros. Se tem dúvidas faça a experiência que elas desaparecem logo.

Agora o vencedor da categoria de Diagnóstico Médico. Este sim pode salvar a vida de muita gente. A maioria das pessoas quando sente uma dor na parte inferior do tronco desconfia logo, nem que seja por alguns segundos, que está a sofrer de uma apendicite. Quando assim for, este grupo de cientistas ensinam-nos como ter a certeza. Basta sentar-se num carro e andar numa estrada com lombas. Esta experiência demonstrou a utilidade das lombas para diagnosticar um caso de apendicite.

Agora o Ig Nobel da economia vai para… a Polícia Metropolitana de Banguecoque. Segundo o jornal espanhol, a autoridade tailandesa venceu este prémio por oferecer recompensas em dinheiro aos polícias que não aceitarem subornos.

Por fim o prémio da Física foi para um grupo de cientistas europeus e de Taiwan que descobriu que a micção (ato de expelir urina voluntariamente ou não) não depende do tamanho corporal. Isto porque todos os mamíferos do jardim zoológico de Atlanta com mais de 3 kg demoram 21 segundos a urinar.

Assim decorreu a 25ª edição dos prémios Ig Nobel. De referir ainda, que esta pode ser uma catapulta para Estocolmo e para verdadeiro Nobel. É que, em 2000, o holandês Andre Geim venceu um Ig Nobel e, em 2010, foi laureado com o Nobel da Física.