O ministro do interior da Alemanha afirmou este sábado que a União Europeia devia, no futuro, acolher um número definido de refugiados e enviar os restantes para um país seguro nas suas regiões.

“Não podemos aceitar todos os povos que estão em zonas de conflito ou de pobreza e que querem vir para a Europa ou para a Alemanha”, disse Thomas de Maiziere, numa entrevista ao jornal semanal Spiegel, numa altura em que dezenas de milhares de refugiados estão a tentar entrar na Europa, muitos dos quais procuram a Alemanha.

Para o ministro conservador, a Europa deve abster-se de definir quotas de refugiados relativamente generosas, criando em alternativa “meios legais de imigração” com um limite ao número de pessoas pelas quais o continente se pode responsabilizar.

Desta forma, uma vez atingido o limite continental de refugiados, De Maiziere defendeu que o melhor é enviar as pessoas de volta para “a sua região de origem”, para um local onde “possam viver em segurança e sem perseguição”.

“Devemos apoiar financeiramente os países envolvidos”, acrescentou.