A Rússia já se começou a movimentar no terreno para apoiar o regime de Bashar al-Assad. Ao todo foram mobilizados 28 aviões de combate. Quem o revelou foram as autoridades americanas citadas pelo Telegraph.

Segunda revela o mesmo jornal, foram enviados, nos últimos dias, 12 jatos e 12 aviões de apoio militar para a base aérea em Latakia na Síria. Este contingente terá sido acrescentado a outros quatro jatos mobilizados na semana passada.

Além desta situação, as mesmas fontes garantiram que drones russos começaram já a realizar voos de reconhecimento pelo território.

O Telegraph cita também declarações de um militar sénior russo, ao jornal independente do mesmo país, Novaya Gazeta, onde afirma que esta decisão confirma “a seriedade das intenções da Rússia.” Acrescentando também que o objetivo passa por uma operação de pequena dimensão mas eficaz, que pode incluir ataques aéreos contra o autoproclamado Estado Islâmico.

Recorde-se que, o secretário de Estado americano John Kerry veio a público, na última semana, congratular-se com o fato de a Rússia estar a concentrar esforços no combate ao Estado Islâmico. No entanto, deixou claro que Bashar al-Assad deve, mais tarde ou mais cedo, abdicar da presidência síria.