Cerca de 29 condutores por hora, mais de 700 por dia. Esta foi a média diária do número de condutores apanhados pela PSP e pela GNR com excesso de álcool, ao longo dos últimos três meses de Operação Verão Seguro, noticia o JN esta terça-feira.

Ao todo, mais de 63.000 automobilistas acusaram álcool quando sopraram no balão. Desses, 5.000 foram detidos por apresentarem uma taxa igual ou superior a 1,2 g/L e mais de 58 mil receberam uma contraordenação, por circularem com uma taxa de álcool que, embora não configurando crime, também era superior à admitida.

Estes dados resultamdos balanços da GNR e da PSP. Segundo a GNR, Faro foi o distrito com mais ocorrências de condutores com excesso de álcool, seguido de Aveiro e Vila Real.

Ainda no âmbito desta Operação Verão Seguro, de acordo com os dados da Guarda Nacional Republicana, subiram as detenções por condução sem habilitação legal (1.329 casos, mais 73 do que em 2014), e as infrações por falta de cinto de segurança e por uso de telemóvel também aumentaram para 10.248 e 7.644 respetivamente. Em tendência inversa, caíram as infrações por excesso de velocidade (51.892 multas).

A partir desta terça-feira arranca a Operação Mercúrio, e as estradas de todo o país vão estar mais vigiadas.