Volkswagen

Fraude nas emissões da Volkswagen também na Europa

Não foi só nos EUA que as fábricas do grupo Volkswagen instalaram o mecanismo que forjava os dados das emissões poluentes. A prática aconteceu, também, na Europa, diz o governo alemão.

Getty Images

A Volkswagen instalou não só nos EUA mas também na Europa o mecanismo que permitia forjar os resultados dos testes às emissões poluentes dos motores diesel. Esta é a convicção do governo alemão, que diz que “veículos na Europa de motorização com cilindrada de 1.600 e 2.000 centímetros cúbicos também foram afetados pelas manipulações”.

O ministro dos Transportes da Alemanha, Alexander Dobrindt, transmitiu esta informação depois de uma reunião com executivos da Volkswagen em Wolfsburg, na sede da fabricante automóvel que está no centro de um escândalo com origem nos EUA mas que está a alastrar-se para a Europa.

“Vamos, portanto, continuar a trabalhar de forma intensa, em conjunto com a Volkswagen, para apurar exatamente quais são os veículos envolvidos de modo a prestar mais informação ao público”.

O construtor alemão Volkswagen vai publicar na sexta-feira uma lista com os veículos afetados pela manipulação de gases poluentes em motores diesel, afirmou hoje um porta-voz da empresa citado pela Efe. Até agora, a Volkswagen informou que 11 milhões de veículos com um motor ‘EA 189’ eram os afetados.

A empresa alemã, à qual pertencem outras marcas como Seat, Audi e Porsche, vai especificar na lista quais são os veículos afetados e onde foram vendidos. A Seat reconheceu que os motores com problemas de emissões poluentes foram amplamente utilizados pela empresa em vários modelos, mas ainda não tem um dado dos motores ‘EA 189’ montados pela marca em Espanha.

O número de veículos afetados com exatidão ainda é desconhecido, segundo o ministro alemão. Alguns modelos que incluem o motor ‘EA 189’ são, por exemplo, o ‘Golf’, ‘Jetta’, ‘Passat’ ou ‘Beetle’ da Volkswagen e o Audi A3. Os modelos A1, o A4 e o A6 da Audi têm este motor instalado, afirmou um porta-voz do fabricante de veículos de luxo.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
PSD

Quando o Papa não é católico /premium

Rui Ramos

Para o PSD, a exclusão do PCP e do BE é a grande prioridade nacional. Mas para isso, é indiferente votar PSD ou PS. Como explicaram os quadros do BCP, uma maioria absoluta do PS também serve.

Corrupção

O caso da OCDE e a corrupção /premium

Helena Garrido

O que se passou com a OCDE foi grave. O responsável pelo estudo foi impedido de estar presente na apresentação. E uma conferência da Ordem dos Economistas foi cancelada. Aconteceu em Portugal.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)