O presidende chinês, Xi Jinping, está de visita oficial aos Estados Unidos da América e à ONU entre 22 e 28 de setembro. Jinping tem aproveitado a viagem para se promover e melhorar a sua imagem no exterior, em especial depois dos escândalos de corrupção em que o partido comunista chinês se tem visto envolvido.

No primeiro dia da visita oficial, o People’s Daily  (Diário do Povo) – o jornal oficial do Partido Comunista Chinês – publicou um vídeo de propaganda onde vários estudantes estrangeiros que vivem na Pequim tecem rasgados elogios à humildade e inteligência do líder chinês a quem desejam uma boa visita aos EUA. Mas os louvores ao Presidente Jinping não se limitam à sua personalidade.

A beleza – sim, a beleza – de “Xi Dada”, que significa “Tio Xi”, também é elogiada. “É bonito. E sim, ele é super carismático,” diz uma rapariga americana no vídeo. “Se o meu futuro marido for como ele, serei feliz”, diz uma estudante coreana que o considera “um cavalheiro”.

O vídeo gerou comentários menos positivos da rede social Twitter que desconfiam da autenticidade dos relatos.

Depois da publicação do vídeo, na terça-feira, no segundo dia da visita oficial aos EUA, Xi Jinping tentou estar à altura dos elogios e ensaiou um pouco de humor, durante um discurso em Seattle. Muitos têm sugerido que a campanha anti-corrupção que  líder chinês pôs em marcha tem um duplo objectivo. O de lidar com o escândalo que nos últimos três anos tem envolvido o seu partido, mas também estará a ser utilizada para eliminar rivais políticos.

“Isso não tem nada a ver com lutas de poder, Neste caso, não há ‘House of Cards’,” disse Jinping durante o discurso. A referência caiu bem quer aos ouvidos da sua audiência norte-americana, onde a série já é considerada de culto, como à dos seus colaboradores e eleitores.

A série também goza de enorme popularidade em terras do sol nascente e Wang Qishan, o chefe do organismo anti-corrupção de Pequim, é conhecido por ser um fã.

Mas a piada encerra mais ironia do que provavelmente Xi Jinping pretendia, recorda a CNN. O Presidente Chinês dedicou uma parte significativa do seu discurso ao  cibercrime e assegurou que Pequim está empenhada na luta contra a pirataria e proteção dos direitos de propriedade intelectual.

E “House of Cards” é uma das séries mais descarregadas ilegalmente em todo o mundo. Nas primeiras 24 horas após o lançamento da terceira temporada foi descarregada 681,889 mil vezes em todo o mundo, diz a Variety baseada em dados recolhidos pela Excipio, uma empresa especializada na detecção de infracções de direitos de autor na Internet. E a China é o país que lidera a lista dos 10 países onde a série foi mais vezes descarregada, segundo a mesma fonte.