A justiça brasileira ordenou o congelamento dos bens do futebolista internacional brasileiro Neymar, atualmente ao serviço do FC Barcelona, num valor que ronda os 47,3 milhões de euros.

Segundo informa a justiça brasileira, esta medida é apenas uma forma de prevenção, depois de o jogador estar envolvido numa investigação de fraude e fuga aos impostos, entre 2011 e 2013, enquanto ainda jogava no clube brasileiro do Santos.

O fisco brasileiro acredita que nesse período o avançado recebia 90% do seu salário em direitos de imagem, que eram diretamente depositados numa empresa do pai do avançado, e que, por isso, os rendimentos eram sujeitos a uma tributação menor.

Além disso, a transferência do Santos para o clube catalão está também a ser investigada, numa polémica que envolve também a empresa do pai do jogador.