A Fundação de Serralves recebeu nos últimos doze meses mais de meio milhão de visitantes, informou a instituição da cidade do Porto. O período vai de 1 de setembro de 2014 a 31 de agosto de 2015, com um registo de entradas de 513.919 visitantes. No período de verão de 2015 verificou-se o maior número de visitas de sempre: em julho recebeu 39 mil visitantes e em agosto cerca de 36 mil visitas.

A Fundação Serralves localiza-se no Parque de Serralves, um espaço verde que se prolonga por vários hectares, na cidade do Porto, e que envolve os jardins e a Casa de Serralves, uma habitação concluída na década de 40 e que é hoje considerada um monumento nacional que funciona como galeria de arte. Da Fundação faz parte o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, um edifício projetado pelo arquiteto Siza Vieira, inaugurado em 1999 e que apresenta um programa sempre rico, com várias exposições temporárias, coletivas e individuais, de artistas portugueses e estrangeiros, e ainda cinema, dança contemporânea, música, performance e conferências para debater a arte e cultura.

Segundo o comunicado da Fundação, o número de visitantes estrangeiros que visita Serralves também aumentou, registando-se 107 mil visitas.

Relativamente às visitas ao conjunto dos Museus, Monumentos e Palácios portugueses na tutela da Direção Geral do Património Cultural, o ano de 2014 registou no total cerca de 3.577.433 entradas, segundo esse serviço do Estado.

O Palácio da Pena – que está sob a tutela dos Parques de Sintra-Monte da Lua – continua em primeiro lugar no ranking dos mais visitados, tendo atingido cerca de 840.000 visitas em 2014, de acordo com o relatório e contas dos Parques de Sintra. O Mosteiro dos Jerónimos vem a seguir, tendo registado em 2014 um número de 807.845 visitas, seguido pela Torre de Belém com 530.903 visitantes. Depois surge o Mosteiro da Batalha, com 300.565 visitas.

O jornal britânico The Art Newspaper publicou em abril de 2015 um ranking anual das exposições mais visitadas do mundo em 2014 e Serralves é a única instituição portuguesa representada com três exposições, nomeadamente a de  Nairy Baghramian, Mira Schendel e a de Marwan.

A Fundação de Serralves acrescenta ainda que recebeu, desde a abertura do Museu em 1999, cerca de 6,8 milhões de visitantes.