Wrestling de faca e garfo: que vem a ser isto?
Não é necessariamente de faca e garfo, pode até ser com outros acessórios, ou mesmo com as mãos. O que se passa é o seguinte: desde abril último que no Bastardo, o restaurante do Internacional Design Hotel, em Lisboa, se organizam, periodicamente, combates gastronómicos em que o chef da casa, Luís Rodrigues, recebe oponentes especialistas na cozinha de outros países.

E batem uns nos outros?
O que se passa na cozinha fica na cozinha. Mas não houve, até à data, registo de violência entre o chefs. A ideia é que o confronto se faça sobretudo à mesa, em quatro rondas, cada uma delas composta por dois pratos, um de cada país. Luís Rodrigues é sempre o responsável por defender a cozinha portuguesa e os seus convidados tratam de o enfrentar com receitas de outras paragens.

Que combates já houve?
O primeiro deu-se, em abril, e o oponente foi o Japão — representado pelo chef Pedro Almeida, do Midori, tal como o Observador escreveu na altura. Depois, no início de julho, foi a vez de Sebastian Fritye, do Ipyslon, defender os pergaminhos da cozinha francesa. Na terceira edição da contenda, a que motiva este artigo, será Karla Rendon, da taquería Pistola y Corazón, um notável caso de sucesso na restauração lisboeta, a pôr os seus dotes em confronto com os de Luís Rodrigues.

Taquería? Quer isso dizer que vai à luta só com tacos?
Nada disso. Tal como um bom boxeur não usa apenas ganchos de direita, Karla Rendon preparou um verdadeiro arsenal de movimentos (ou receitas, se preferir) para o embate. Do lado nacional não se espere, contudo, menos esforço. De um lado e do outro a coisa promete, como se pode ver pelo menu abaixo.

Menu - Bastardo vs Psitola e Corazon-page-001 (1)

4 rounds, 8 pratos, e que ganhe o melhor.

Isto vai exigir bebida à altura, não?
Claro. Daí que o stock de tequila (Avión, segundo consta) tenha sido reforçado para as duas noites de combate, durante as quais vão ser preparados cocktails com a famosa bebida tradicional do México.

Assim o México ganha fácil…
Nem por isso. Nunca há vencedores nem vencidos. Ganham os chefs, porque se divertem, a gastronomia de ambos países, porque é celebrada e, principalmente, ganha quem come.

Ganha mas também gasta. Quanto é que custa?
O jantar fica em 35€ por pessoa.

E quando é que acontece?
Dias 29 e 30 de setembro, a partir das 19h30, no Bastardo, que fica no número 3 da Rua da Betesga (essa mesmo, a do ditado popular), no primeiro piso do Internacional Design Hotel.

Como é que posso reservar?
Pelo número de telefone 21 324 0993 ou pelo seguinte email: info@restaurantebastardo.com