Pelo menos 15 civis foram mortos num ataque de membros do Boko Haram a uma aldeia do sudeste do Níger, junto à fronteira com a Nigéria, noticiou na sexta-feira à noite a televisão estatal nigerina.

O ataque ocorreu na quinta-feira à noite numa aldeia juntos às margens do rio Komadougou Yobe, que corre ao longo de uma pequena secção da fronteira.

“Uma dezena” de atacantes, “armados com espingardas”, chegaram a pé à aldeia para “cometer o massacre”, segundo a televisão.

Uma das vítimas é o chefe da aldeia. Duas dezenas de casas, um veículo e um moinho foram incendiados.

O Boko Haram tem lançado, desde fevereiro, ataques em zonas nigerinas próximas da fronteira com o nordeste da Nigéria, bastião do grupo radical islâmico que quer impor a ‘sharia’ (lei islâmica).

Tropas da Nigéria, Chade, Níger e Camarões combatem o Boko Haram, recentemente associado ao grupo extremista Estado Islâmico. Mas apesar dos revezes sofridos pelos radicais nos últimos meses, os ataques do movimento não cessaram.