São às centenas os vídeos onde se testa a resistência dos novos iPhones 6s e iPhone 6s Plus. Vale e vê-se de tudo, desde a força bruta das mãos e ferramentas pesadas, passando pelo uso de elegantes peças de cozinha até instrumentos de robótica mais ou menos elaborada. E tudo com um objetivo que vai para além da demonstração técnica: juntar a curiosidade e o fervor geek ao humor, com uma eficácia que se mede na escala dos milhares e milhões de visualizações.

Escolhemos alguns vídeos onde se testam os limites de resistência dos novos 6s e 6s Plus a alguns dos danos mais comuns: o contacto com a água, as quedas e o famoso “bendgate”, isto é, a maleabilidade dos modelos anteriores (6 e 6 Plus), que se dobravam com relativa facilidade devido a uma fragilidade estrutural na zona dos botões de volume.

Resistência à pressão:

Este vídeo, produzido pelo website FoneFox, testa se este modelo se dobra como o anterior. A Apple passou a usar uma nova liga de alumínio e a pressão revelou-se insuficiente: passou no teste.

Resistência às quedas:

Aqui está um dos problemas mais comuns que acontecem aos utilizadores dos smartphones: ter o vidro do ecrã rachado devido à queda do aparelho. No vídeo, da autoria da Tech Rax – que tem feito várias análises aos novos produtos Apple -, o resultado não é bom: quer o iPhone 6s quer o iPhone 6s Plus não revelam melhorias.

Resistência à água:

Já a resistência dos novos iPhone à água dificilmente podiam ser melhores. No vídeo, publicado no YouTube por Zach Straley, os dois aparelhos são colocados dentro de duas tigelas com água, onde permanecem funcionais durante uma hora. Depois de retirados da água ambos os modelos continuam operacionais. Mais que um teste superado, foi uma revelação.

Testes gerais:

Finalmente, um teste mais genérico. Neste vídeo, a empresa norte-americana SquareTrade, que trabalha na área da proteção dos equipamentos tecnológios, tira conclusões mais claras:

  • O iPhone 6s Plus só dobrou após ser submetido a uma pressão de 82 quilos, ao passo que o iPhone 6s cedeu apenas perante uma pressão de 77 quilos – o que evidencia uma melhoria face a modelos anteriores;
  • Largados dez vezes a uma altura de 1.8 m os iPhone denotaram apenas dados estéticos quando o ecrã não embateu no chão. Mas a situação mudou quando se testou as quedas em que a parte da frente do aparelho caiu diretamente no solo: quer um quer outro tiveram o vidro do ecrã rachado logo à primeira queda
  • Tanto o iPhone 6s como o iPhone 6s Plus resistiram aos testes de água feitos pela Square Trade, embora tenham perdido temporariamente o som;
  • Quanto às temperaturas extremas, os dois iPhone desligaram-se após 15 minutos a 43ºC; e duraram 30 minutos a uma temperatura de 0ºC.