A Rússia anunciou esta terça-feira ter decidido encerrar o seu espaço aéreo às companhias ucranianas a partir de 25 de outubro, em resposta à proibição de Kiev imposta a duas companhias aéreas russas na Ucrânia.

“Seguindo as instruções do primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, o Ministério dos Transportes pediu à agência federal dos transportes aéreos para informar as companhias aéreas a operarem voos para a Rússia de que estão proibidas de utilizar o espaço aéreo russo a partir de 25 de outubro”, disse a agência noticiosa Tass, citando o porta-voz do ministério.

Segundo o porta-voz, aquela medida é uma resposta à decisão das autoridades ucranianas, que decidiram proibir as operações das companhias aéreas russas Aeroflot e Transaero, também a partir de 25 de outubro.

“O encerramento das ligações aéreas entre a Rússia e a Ucrânia seria um ato de loucura. Infelizmente, pelo que temos visto nos últimos 20 meses, aquela possibilidade não deve ser excluída”, comentou o porta-voz do Kremilin, Dmitry Peskov.