agenda-outono-norte

O Guimarães noc noc está de volta, com projetos portugueses, americanos, franceses, brasileiros, italianos, ingleses, espanhóis, alemães e neozelandeses. O conceito mantém-se, ou seja, diversas artes espalhadas por diferentes locais da cidade vimaranense. O programa e o mapa já cá cantam.

Em Braga, o destaque vai para a dança, com “Pântano“, espetáculo de Miguel Moreira com Catarina Felix, Francisco Camach, Romeu Runa e a música ao vivo de Carlos Zíngaro. No centro da história está a peregrinação. Para saber mais, é reservar a noite de sexta-feira ou sábado e tirar 12 euros da carteira.

Depois da estreia em Lisboa, o “Baile apresenta-se no Rivoli do Porto, sexta-feira e sábado, às 21h30. O espetáculo é de Carla Maciel e Sara Carinhas, que também interpretam dois dos cinco papéis, ao lado de Ana Brandão, Carla Galvão e Manuela Azevedo, dos Clã. A coreografia é de Victor Hugo Pontes, a direção musical e os arranjos são de Paulo Furtado (The Legendary Tigerman). Não faltam, por isso, motivos para tirar 7,50 euros do bolso e garantir um dos lugares.

attends as RUSH Philanthropic Arts Foundation Celebrates 20th Anniversary at Art For Life sponsored by Bombay Sapphire Gin at Fairview Farms on July 18, 2015 in Water Mill, New York.

A bebida da moda tem direito ao seu próprio evento na Casa de Serralves, Porto, no sábado. ©Getty Images

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Primeiro sábado do mês é sinónimo de Festa da Gigi no Plano B, no Porto. Há exatamente quatro anos que assim é, pelo que a celebração vai ser especial. As DJs Lara, Marta e Maria nunca deixam que se acabem os motivos para festejar, com os sons dos anos 70, 80 e 90 a dominarem. A entrada até às duas da manhã custa cinco euros, consumíveis. A partir dessa hora o preço duplica.

O Dia Nacional da Água comemora-se esta quinta-feira. A pensar naqueles que não podem participar em atividades a meio da semana, o Pavilhão da Água guardou as suas propostas para sexta-feira (09h30 às 23h00) e sábado (10h00 às 18h00). Quem for ao Parque da Cidade do Porto terá à disposição oficinas experimentais, demonstrações científicas, jogos, saídas de campo, visitas orientadas, exposições, palestras, simulador 3D, atuações musicais, muita animação para crianças e uma gincana de segways. A entrada é livre e o programa pode ser consultado aqui.

É líquido e, à distância, pode confundir-se com água. Mas o que vai estar em destaque em Serralves, no sábado, é o gin, com o regresso do evento Gin Tasting. Entre as 15h00 e as 21h30, na Casa de Serralves, o evento dedicado à bebida da moda propõe a curiosos e profissionais o contacto com e a prova de dezenas de grandes marcas de gin e de água tónica. A entrada custa 18 euros e inclui um copo, três provas de gin e acesso a todas as atividades paralelas, entre workshops, provas comentadas e masterclasses.

agenda-outono-centro

Era uma vez a “história de um gato e de um rato que se tornaram amigos“. Assim se chama a peça que o Teatro e Marionetas de Mandrágora leva aos Paços da Cultura, em São João da Madeira, sábado às 15h30. O espetáculo baseia-se no livro com o mesmo nome, escrito por Luís Sepúlveda, sobre Max, o humano, Mix, o gato, e um minúsculo ratinho a quem chamam Mex. Os bilhetes custam quatro euros para as crianças e 2,50 euros para os adultos que não resistirem a uma boa história infantil.

O Teatro Viriato recebe “Um Inimigo do Povo“, peça de teatro escrita pelo realista moderno Henrik Ibsen, aqui dirigida por Tónan Quito. Em véspera de eleições em Portugal, este texto trata de discussões familiares, corrupção, manipulação política, assembleias populares e apedrejamentos. Será que cada cidadão é livre na democracia em que participa? Quem tem o poder? Tenta-se uma resposta na sexta-feira e no sábado, às 21h30, com bilhetes a partir dos 5 euros.

Há Música na Cidade” de Leiria, no sábado e no domingo. Ou melhor, há mesmo muita música, já que no cartaz contam-se mais de 150 espetáculos, espalhados por 26 espaços. O acesso é livre e as sonoridades variadas, “do pop rock à música de câmara, dos coros à dança, do jazz ao hip-hop, do rancho à música clássica, do fado à fanfarra”, promete a organização. Atenção à homenagem, pela Orquestra Filarmonia das Beiras, a Carlos Paião. O melhor é consultar o programa.

agenda-outono-sul

Os seis órgãos da Basílica do Palácio Nacional de Mafra fazem 208 anos no domingo. Mas vão ter de trabalhar na própria festa, que se comemora com um concerto às 16h00. A acústica do local torna ainda mais especiais as peças que vão ser tocadas.

O Dia Mundial da Música celebra-se formalmente esta quinta-feira. Mas, em Lisboa, sábado será o dia forte, graças ao “Música nas Praças“. Entre as 15h00 e as 23h00, há 12 concertos para ver, entre os quais os da Orquestra Metropolitana de Lisboa e do Septeto do Hot Clube de Portugal, espalhados pela Praça do Município, Ruínas do Carmo, Museu do Chiado e Largo de São Carlos. No Jardim das Esculturas do Museu do Chiado, a tarde é dedicada às famílias, com a missão de sensibilizar as crianças para a música. A partir das 15h00, poderão ouvir e experimentar instrumentos em ateliês de percussão, sopro e cordas. O acesso é livre.

Mais de 100 bancas com artigos vintage, criações de novos designers e peças em segunda mão vão estar instaladas no Regueirão dos Anjos, em Lisboa, para mais uma edição da Feira das Almas. As compras podem ser feitas no sábado, entre as 11h00 e as 19h00, e no domingo entre as 12h00 e as 19h00. Com um bónus: no domingo, às 16h00, há um concerto de Luís Severo, com entrada livre.

el_desconocido

Um banqueiro ameaçado de morte por um desconhecido é o destaque do Cine Fiesta para sábado. ©Divulgação

Até 7 de outubro, o melhor do cinema espanhol está no Cinema City Campo Pequeno, em Lisboa. O Cine Fiesta vai ter várias sessões diárias, sempre com uma antestreia (bilhetes a seis euros) e alguns sucessos recentes (bilhetes a quatro euros). Sábado às 21h30 estreia “O De$conhecido”, thriller de Dani de la Torre que conta a história de um banqueiro ameaçado de morte. No domingo à noite, estreia “O Cadáver de Anna Fritz”, sobre uma atriz que acabou de morrer e cujo corpo segue para a morgue quando três jovens rapazes decidem lá ir para ver o seu corpo nu.

Passando para o cinema italiano, está de volta o Domenica al Cinema, que todos os domingos leva ao Teatro do Bairro, em Lisboa, filmes italianos com entrada gratuita. O ciclo abre-se às 21h30 com “I soliti ignoti”, em português “Gangsters Falhados”, uma comédia de Mario Monicelli sobre um grupo de ladrões muito fracos naquilo que fazem. O filme vai ser apresentado numa nova versão restaurada, legendada em português, distribuída pela Associação Il Sorpasso no âmbito do centenário do nascimento de Mario Monicelli.

Quando uma nova invenção chamada fotografia chegou a Portugal, a sociedade oitocentista recebeu-a com curiosidade e entusiasmo. Entre os mais entusiastas estava a rainha D. Amélia, que colecionou quase 50 álbuns de fotografias, ora tiradas por ela e pelo rei D. Carlos, ora feitas por profissionais. Uma seleção de 130 dessas fotografias está exposta desde esta quinta-feira no Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, na exposição “Tiré par…A rainha D. Amélia“.  Para visitar de quinta a terça-feira das 10h00 às 18h00, com a entrada a custar cinco euros.

Por falar em exposições, aquela que o Museu Nacional de Arte Antiga trouxe para as ruas de Lisboa está a dar que falar. Mas se quer ver as originais, vai poder fazê-lo gratuitamente dentro de muito pouco tempo, já que durante o primeiro domingo do mês a entrada nos museus da Direção-Geral do Património Cultura é gratuita. Às 11h00, há uma visita à obra convidada de El Greco, “Virgem e o Menino com Santa Ana”. Trinta minutos depois, a visita orientada segue para a exposição de desenho “Luca Cambiaso e o seu Círculo”. Não é necessária inscrição prévia, basta aparecer.

António Zambujo pode cantar sobre o Pica do 7 de uma outra cidade. Mas o cantor e compositor de sotaque alentejano nasceu em Beja e é à sua cidade natal que regressa no sábado, para um concerto às 21h30, no Teatro Pax Julia. Os bilhetes para assistir a este regresso a casa custam 10 euros.

A Biblioteca Municipal de Silves, no Algarve, recebe, a partir de sexta-feira, uma exposição de… Barbies. Sim, as bonecas que há décadas fazem as delícias da pequenada. A coleção aqui apresentada é da Castelo de Sonhos, com as bonecas que as meninas rejeitaram nas festas de Natal organizadas por esta instituição. Depois de um “extreme makeover”, ganharam nova vida e estão prontas a mostrar-se a quem as quiser ver, até 30 de outubro, com entrada livre.