Durante quase 50 anos, Charles M. Schulz desenhou milhares de tiras de banda desenhada protagonizadas por crianças e por um cão, famosos ainda hoje e conhecidos como “Peanuts”. Charlie Brown, Snoopy e companhia fazem esta sexta-feira 65 anos.

A primeira tira, na qual aparece Charlie Brown, foi publicada a 2 de outubro de 1950 em sete jornais norte-americanos. Charles M. Schulz tinha 28 anos e deu início a uma das mais famosas bandas desenhadas do século XX e que perdurou depois da morte do autor, em 2000.

O 65º aniversário é assinalado este ano com uma longa-metragem de animação, em 3D, com todas as personagens de “Peanuts”. O filme “Snoopy e Charlie Brown – Peanuts” tem estreia mundial em novembro e chega aos cinemas portugueses no dia de natal.

Schulz começou por publicar em 1949 a série de BD “Li´l Folks”, mas foi-lhe sugerida uma mudança do nome para “Peanuts”, à qual acedeu com alguma relutância. As tiras de BD revelavam humores, angústias e dilemas de crianças, mas que serviam também os adultos.

Estima-se que a série e as personagens tenham sido lidas por várias gerações e mais de 300 milhões de pessoas, tornando Schulz e os herdeiros entre os mais ricos da banda desenhada.

Charles Schulz, que tinha a alcunha de “Sparky”, morreu com 77 anos, a 12 de fevereiro de 2000, horas antes da publicação nos jornais da sua última tira dominical dos Peanuts.