A questão não é nova, mas temos más notícias… para os mais pequenos. Afinal, o tamanho conta? Sim, conta mesmo. Mas, calma, estamos mesmo a falar da altura, que pode realmente condicionar a escolha das mulheres na hora escolherem um companheiro, conta o The Telegraph.

Investigadores da Universidade da Chapman realizaram um estudo com mais de 60 mil homens e mulheres heterossexuais e descobriram que os homens mais baixos tinham em média menos uma a três parceiras sexuais do que os mais altos.

Mas parece que ainda há outra má notícia. Um relatório que comparou o índice de massa corporal (IMC) e o sucesso romântico, sugere que as mulheres também consideram que existe um peso “mínimo” aceitável quando se trata de escolher. “Estes resultados confirmam que a altura é relevante no mercado de acasalamento”, explicou o professor assistente de psicologia na Universidade, David Frederick. E o peso também, mas essa é oura conversa e já lá vamos.

“A pesquisa mostrou repetidamente que as mulheres preferem os homens que são relativamente mais altos do que elas. É possível que para a maioria das mulheres exista um limite mínimo de altura, através da qual vão considerar se um determinado homem pode ou não ser um potencial parceiro sexual”, acrescenta.

O relatório, publicado na revista Evolutionary Pscyhology, afirma que as mulheres podem ser, conscientemente ou não, atraídas pelos benefícios genéticos dos homens mais altos, sendo que as apelidadas implicações socio-culturais também são percebidos como importantes, para o estatuto.

Apesar de esta ser uma má notícia para os mais pequenos, a verdade é que o estudo foi mais encorajador para os homens acima do peso, que até registaram um maior número de parceiras sexuais. Mas esta conclusão não é assim tão linear. É que a definição de “acima do peso” não é bem aquela em que está a pensar, já que estão incluídos nesta lista de homens acima de peso atraentes, como Brad Pitt e a sua performance no filme Fight Club (Clube da Luta).

brad pitt

“Os homens que parecem um pouco maiores, mais poderosos, ou mais atléticos relatam geralmente mais experiências sexuais do que os outros homens”, acrescentou o especialista.

Mas as notícias não são más apenas para os homens mais baixos. As mulheres com pouco peso e mais baixas também sofrem com esta tendência e relataram menos parceiros sexuais em relação às mulheres mais altas.

Mas, alegre-se, existem claro, exceções, quer para os mais altos, quer para os mais baixos de ambos os sexos.