O xerife de Jefferson, onde decorreu o incidente, Bud McCoig, explicou que o rapaz de 11 anos foi acusado de homicídio em primeiro grau e transferido para um centro de menores, sendo o jornal Washington Post.

As duas crianças tinham, cada uma, um cão, e o rapaz de 11 anos pediu à menina que lhe mostrasse o seu, pedido que ela recusou. Em reação, após uma discussão, o rapaz foi a casa buscar a arma do pai. Sem sair de casa, o rapaz disparou através da janela contra a vizinha, que se encontrava no jardim de sua casa.

Segundo o xerife, a arma, que pertencia ao pai do rapaz, encontrava-se num armário sem cadeado. Quando as autoridades chegaram ao local, a menina, ainda com vida, estava no chão, com uma ferida no peito, tendo sido transportada para o hospital, onde acabou por morrer.

Um juíz ordenou a entrada do menor num centro juvenil até ao próximo dia 28 de outubro, quando será realizada a primeira audiência em tribunal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR