A União Astronómica Internacional (IAU) abriu uma votação pública para batizar 20 sistemas planetários e há cinco nomes portugueses a concurso: Lusitânia, Caravela, Adamastor, Esperança e Saudade, que foram propostos pelo Planetário do Porto – Centro Ciência Viva, com o apoio do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA).

Um dos exoplanetas foi descoberto por uma equipa internacional liderada por um investigador português Nuno Cardoso Santos, do IA e da Universidade do Porto. Está integrado no sistema mu Arae, a 50 anos-luz da Terra. Para o investigador, “um sistema planetário com nomes lusitanos faria justiça ao trabalho desenvolvido em Portugal nesta área”.

O concurso da IAU, “NameExoWorlds”, tem como objetivo celebrar o vigésimo aniversário da descoberta do primeiro exoplaneta. Se a candidatura mais votada for a portuguesa, a estrela Mu Arae passará a chamar-se Lusitânia, e os seus planetas, Adamastor, Esperança, Caravela e Saudade.

Nuno Cardodo Santos adiantou que uma eventual vitória portuguesa “ajudaria a reforçar a perceção positiva sobre a qualidade e o impacto da ciência que se faz no nosso país, em particular na área das ciências do espaço”.

José Afonso, do IA e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, acrescenta que “esta é uma oportunidade única de afirmar a cultura portuguesa para além do nosso planeta” e que, “quem sabe, talvez num futuro não muito distante os nossos descendentes assistam ao desembarque de colonizadores humanos nas ‘costas’ do planeta Esperança e se recordem da origem do seu nome”.

A votação decorre até às 23h59 do dia 31 de outubro de 2015, aqui.