Rádio Observador

Aníbal Cavaco Silva

Remax usou imagem de Cavaco (para vender casas a chineses)?

835

Um portal online dedicado à comunidade chinesa em Portugal denunciou a utilização da imagem de Cavaco Silva numa Feira Internacional de Imobiliário, em Pequim. A Remax nega ter utilizado a imagem.

A agência imobiliária Remax terá utilizado a imagem de Cavaco Silva, no lugar de um vendedor, em várias brochuras que foram distribuídas numa Feira Internacional de Imobiliário, que se realizou em Pequim, em setembro.

O caso foi denunciado por um portal online luso-chinês, Portal Martim Moniz, que apresenta conteúdos bilingues e que se dedica à divulgação turística e de promoção de oportunidades de negócio e que por isso também atua no setor do imobiliário.

O portal online, que esteve presente no local, na 2015 Beijing International Property & Investment Expo/Autumn, revelou que também a Remax tinha um stand promocional no qual tinha disponíveis vários catálogos de vendas de imóveis em Portugal. Na brochura surgia impressa a imagem de Cavaco Silva no lugar de um vendedor, acompanhada da frase “não compre sem me consultar, profissionalismo e dedicação ao seu imóvel”. Na realidade, esta montagem foi produzida em 2011 por um blogue, em forma de sátira, na altura das presidenciais.

Num comunicado enviado ao Observador, a Remax nega que a empresa tenha utilizado a imagem de Cavaco Silva, mas confirma a presença de agentes na Feira Internacional de Imobiliária.

A RE/MAX Portugal não organizou qualquer ida à Beijing International Property & Investment Expo/Autumn, em Pequim, no passado mês de setembro. No entanto, teve agora conhecimento que alguns agentes – quatro ao que apurámos – se terão deslocado à Feira por sua iniciativa. Estes agentes levaram consigo material de promoção de imóveis, mas nenhum material exibia a imagem do Excelentíssimo Senhor Presidente da República, nem no local tomaram contacto com eventual realidade”.

A agência acrescenta ainda que “a agência RE/MAX People, cuja imagem é utilizada, já não está a funcionar, tendo a mesma encerrado no dia 30 de junho de 2010” e lamenta os eventuais danos causados pela associação da imagem do Presidente da República, Cavaco Silva.

As brochuras em causa foram trazidas pelo portal online, que acusa ainda a Remax de utilizar indevidamente símbolos do Estado em propaganda sobre os Vistos Gold.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Crónica

Cavaco não tem saco para falar do saco /premium

Tiago Dores

Cavaco sempre foi um homem das contas. Menos das contas relativas ao financiamento da sua campanha para as Eleições Presidenciais de 2011. Dessas não fazia ideia rigorosamente nenhuma, como é óbvio.  

Política

Manual de evasão governamental /premium

Rui Ramos
527

A estagnação da economia e a estatização da sociedade tinham de dar nisto, numa política reduzida a um círculo fechado de amigos e de parentes. Mas em vez de enfrentarmos isso, ataquemos Cavaco Silva.

Governo

Como impedir o "bingo da trafulhice"? /premium

Luís Rosa
238

Podemos mesmo confiar em políticos que não quiseram defender a transparência e querem agora construir às três pancadas' uma lei para evitar novos familygate? Só pode ser uma receita para o desastre.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)