Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Um jardim zoológico dinamarquês planeia dissecar uma leoa à frente de crianças, escreve a publicação norte-americana USA Today. Isto acontece cerca de um ano depois de um zoo em Copenhaga ter dissecado publicamente uma girafa, situação que despoletou protestos internacionais.

A leoa de apenas um ano foi abatida há nove meses porque o jardim zoológico em questão, situado em Odense, na zona central da Dinamarca, tinha muitos felinos e não conseguiu realojá-la. Segundo a imprensa estrangeira, o animal tem sido mantido numa arca frigorífica e será dissecado na próxima quinta-feira, por altura do intervalo escolar, perante um audiência constituída por miúdos e graúdos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Michael Wallberg Soerensen, um tratador do zoo, disse que a dissecação tem um fim educativo e que ações semelhantes foram repetidas no passado sem qualquer tipo de oposição. “Não estamos a cortar animais por diversão. Nós acreditamos em partilhar o conhecimento. É importante não dar atributos humanos aos animais”, comentou, citado pela Associated Press.

Soerensen garantiu ainda, diz o jornal britânico The Guardian, que os visitantes têm muito interesse no assunto e que até gostam de ver a dissecação de perto.