Na sondagem do El País publicada este domingo, o Ciudadanos, partido que se coloca no centro da política espanhola, chega a terceira força política, muito próximo do PP e do PSOE. O Podemos parece continuar numa trajectória descendente, situando-se agora nos 14,1% – nesta mesma sondagem, em janeiro de 2015, o partido de Pablo Iglesias chegou a atingir 28,2%, ou seja, o dobro do que tem agora.

Neste inquérito às preferências políticas dos espanhóis e que pretende antever as eleições legislativas no país, PSOE ganha (23,5%), mas com uma curta vantagem face ao PP (23,4%). A maior subida é mesmo a do partido Ciudadanos com 21,5% das preferências dos inquiridos, face a 16,1 no mês passado. Albert Rivera, líder deste partido, é também o líder com maiores níveis de aprovação, embora apenas 87% dos inquiridos afirmem conhecê-lo. Já Rajoy, é conhecido por todo, mas apenas 25% o aprova como líder político.

O Podemos continua a perder fôlego, afundando-se nas sondagens e conseguindo agora 14,1% dos votos de quem respondeu a este inquérito. É também o líder com menor aprovação, já que apenas 24% aprova a sua liderança à frente do partido.

No entanto, o jornal El Español publica uma sondagem das sondagens, que junta os números de 15 sondagens saídas desde agosto, e o Ciudadanos não tem um desempenho global tão favorável. Neste agregado de vários inquéritos, a vitória pertence ao PP com 28,6% das inteções de voto, enquanto o Ciudadanos se mantém como quarta força política com 14,1% das preferências. O Podemos é terceiro.