A divisão chinesa da PepsiCO, empresa responsável pelo refrigerante Pepsi, estará a ponto de lançar um smartphone. A informação foi avançada pelo blog Mobipicker, citado pelo site Mashable. De acordo com a publicação, o modelo terá o nome “P1” e será um terminal Android 5.1 Lollipop, com um ecrã de 5.5 polegadas e uma resolução de 1920 x 1080 pixels. O processador será o MediaTek de 1.7 GHz, auxiliado por 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. A câmara principal terá 13 megapixels, enquanto a câmara frontal terá 5 megapixels. Esta configuração assemelha-se em muitos aspetos a de outros terminais Android, como o H TC One M9 e o Samsung Galaxy S5.

Já circula nas redes sociais uma suposta imagem do P1, que teria sido publicada na rede social chinesa Weibo:

A imagem revela um interface com botões localizados na parte inferior do ecrã e um possível sensor de impressões digitais na parte posterior do telemóvel, abaixo da câmara, e uma espessura de 0,30 polegadas. O preço? Cerca de 180 euros, segundo conta o Mobipicker. Não há informações sobre o lançamento do smartphone da Pepsi fora da China. O site Techradar explica que é provável que o P1 seja fabricado por empresas independentes na Ásia, devido à falta de instalações adequadas de Pepsi. Também é possível que a companhia tenha feito um acordo com alguma fabricante de telemóveis para lançar o dispositivo com o logótipo da Pepsi.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Apesar de a imprensa internacional apontar o lançamento do P1 para 20 de outubro em Pequim, até o momento não há qualquer confirmação oficial. É de salientar que a PepsiCO não se dedica exclusivamente ao fabrico e distribuição de refrigerantes. Alguns produtos licenciados pela marca incluem aperitivos como Doritos, Ruffles, Fritos, Cheetos. O P1 marcaria a entrada da empresa no mercado das telecomunicações.