As autoridades italianas socorreram este sábado 662 pessoas que se encontravam em dificuldades ao largo da costa da Líbia e que navegavam a bordo de embarcações que se dirigiam para o sul da Europa.

De acordo com fontes da Marinha italiana, as mais de seiscentas pessoas foram auxiliadas durante seis operações diferentes no mar Mediterrâneo, em que apenas participaram navios italianos.

Em cinco resgates, um dos navios italianos salvou 441 pessoas e outro dos navios de guerra envolvidos conseguiu resgatar 121 refugiados.

Por outro lado, embarcações da guarda-costeira italiana socorreram uma centena de pessoas, entre as quais 24 mulheres e uma criança.

No mês passado, a Organização Internacional para as Migrações indicou que 473.887 pessoas cruzaram o Mediterrâneo desde o princípio do ano. Cerca de três mil pessoas morreram ao tentar chegar à Europa desde janeiro a bordo de embarcações que partiram do norte de África e do Médio Oriente.