Cinco refugiados, entre os quais um bebé e duas crianças, morreram hoje durante travessias do Mar Egeu entre a Turquia e a Grécia, disse a guarda-costeira grega.

As mortes por afogamento ocorreram perto da ilha grega de Kastelloriz onde um navio com pavilhão norte-americano conseguiu salvar um grupo de 12 pessoas que tinham naufragado, não tendo possível salvar uma criança.

As buscas da guarda-costeira grega recuperaram depois os cadáveres de um jovem e de duas mulheres estando ainda as autoridades a tentar localizar um homem que viajava no mesmo grupo.

Num outro ponto, confirma-se a morte de uma criança de oito anos, provavelmente iraquiano, ao largo da ilha de Farmakonissi.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os pais do rapaz disseram às autoridades que a criança caiu ao mar na altura em que se encontravam a bordo de uma embarcação que transportava 110 pessoas.

Quando foi retirado do mar o rapaz estava morto.

Nos últimos dias, o mau tempo que se faz sentir no Mar Egeu tem provocado inúmeros naufrágios de embarcações que tentam fazer a ligação entre a Turquia e a Grécia.

As Nações Unidas alertam para um provável aumento do número de refugiados nas próximas semanas devido à chegada do inverno, já que muitos refugiados sírios e iraquianos tentam ainda aproveitar o bom tempo para alcançar a Europa.

Desde janeiro morreram mais de três mil pessoas no mar Mediterrâneo ao tentarem chegar ao sul da Europa a partir do norte de África e do Médio Oriente.