Dez mil migrantes entraram na Macedónia em 24 horas, entre a tarde de sábado e as 18h00 (17h00 em Lisboa) de domingo, anunciou a polícia macedónia em Skopje.

O número corresponde aos divulgados pela Cruz Vermelha local e por organizações não-governamentais.

“Desde a tarde de sábado até domingo às 18:00, 10.000 migrantes foram registados na Macedónia e o fluxo não diminuiu até à meia noite (23:00 em Lisboa)”, declarou um responsável da polícia à agência France Presse.

O recorde de entradas em 24 horas foi registado no início de setembro: 12.000.

Hoje de manhã a situação estava calma em Gevgelija e o número de migrantes que procurava entrar na Macedónia tinha diminuído substancialmente, segundo um repórter fotográfico da AFP no local.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta nova grande vaga de refugiados na rota dos Balcãs pode provocar saturação mais a norte na fronteira entre a Sérvia e a Croácia e a noroeste entre a Croácia e a Eslovénia.

A entrada de migrantes em território croata decorre em “câmara lenta” depois de a Eslovénia ter informado que limitaria a entrada no seu território a 2.500 migrantes por dia.

A Eslovénia tinha-se tornado o novo país de trânsito dos que chegavam da Sérvia e da Croácia após o encerramento na sexta-feira à noite pela Hungria da sua fronteira com a Croácia.

Um milhar de migrantes esperava hoje de manhã poder atravessar a fronteira entre a Croácia e a Eslovénia depois de ter sido impedido de o fazer durante a noite, segundo fonte policial.

Na fronteira servo-croata, várias centenas esperavam entrar na Croácia, numa atmosfera pesada devido ao frio e à chuva.