Cristiano Ronaldo será indemnizado em 20 milhões de euros por ver a sua participação no filme “O Manipulador”, de Martin Scorsese, ser vetada por Alessandro Proto, o empresário italiano cuja vida o filme retrata, noticia o Diário Económico, que cita a imprensa internacional.

Os advogados do jogador do Real Madrid terão entrado em ação após o veto e conseguido mesmo um acordo de indemnização no valor referido, noticia o Económico.

Em comunicado, citado pelo mesmo jornal, Alessandro Proto afirma que o facto de Ronaldo ser um jogador “não significa que seja o rei do mundo”, que “não o quer num filme sobre a minha [sua] vida” e que o realizador norte-americano, Martin Scorsese, está de acordo com ele, pelo que Cristiano Ronaldo não vai mesmo participar no filme.

“Lamento se ele não se sente valorizado, mas na vida ganhas e perdes. Se tiver mesmo de lhe dar 20 milhões [de euros], entregar-lhos-ei em mãos”, acrescentou o milionário italiano.