A câmara de Valongo eliminou este ano 57 ninhos de vespa asiática, estando cinco outros em fase de destruição, informou esta autarquia do distrito do Porto.

Ainda de acordo com dados fornecidos à agência Lusa pela autarquia, em 2014 foram eliminados em Valongo 36 ninhos.

Neste concelho está a ser aplicado o procedimento semelhante aos restantes do Grande Porto, ou seja a denúncia de deteção de um ninho pode ser feita diretamente no portal do ‘SOS VESPA’, no Gabinete do Munícipe da câmara, no Gabinete de Proteção Civil ou na página da internet da autarquia.

Em Valongo a eliminação está a cargo dos serviços de Proteção Civil Municipais e “quando necessário”, referiu fonte da autarquia, “em conjunto com os bombeiros locais”.

Este “fenómeno” já obrigou à compra de material específico, cujo custo rondou os 500 euros.

A 13 de outubro, em entrevista à Lusa aquando da eliminação de um ninho de vespas asiáticas (vespas velutinas) no centro do Porto, o presidente da Associação de Apicultores do Norte de Portugal referiu que o aparecimento frequente de ninhos de vespas asiáticas já levou os responsáveis da área a apelarem à investigação científica deste fenómeno que, acreditam, pode ter consequências negativas no ecossistema.

Esta espécie predadora de vespa foi introduzida na Europa através do porto de Bordéus, em França, em 2004.

Os primeiros indícios da sua presença em Portugal surgiram em 2011, mas a situação só se agravou a partir no final do seguinte.