Um adolescente de apenas 13 anos alega ter pirateado as contas de email pessoais de John Brennan, diretor da CIA e Jeh Johnson, secretário do Departamento de Segurança Interna, refere a CNN.

O rapaz, que se descreveu a si mesmo como um estudante do ensino secundário, em declarações ao jornal New York Post, refere que foi motivado por oposição à política externa dos EUA e pelo apoio à Palestina, mas reitera que não é muçulmano. A identidade do adolescente não é conhecida, mas este prometeu revelar numa conta do Twitter dados retirados dos emails pirateados. 

https://twitter.com/phphax/status/655899836101828608

https://twitter.com/phphax/status/656308417838108672

https://twitter.com/phphax/status/656511226277707776

https://twitter.com/phphax/status/656512642547359744

https://twitter.com/phphax/status/656276372910927872

Os tweets continuam a a ser postados na conta @phphax e embora a CIA tenha afirmado que tem conhecimento do caso e que já referenciou “a matéria às autoridades apropriadas”, não confirmou se as contas de email de Brennan e Johnson foram realmente pirateadas.