Os municípios de Monforte, Fronteira e de Alter do Chão, no Alto Alentejo, pretendem formar um “triângulo turístico” para apostar na promoção conjunta e na fixação dos turistas durante mais tempo nos seus territórios.

“Nós queremos criar algumas sinergias na área do turismo, pois os três concelhos têm muitas complementaridades e, nesse sentido, queremos criar atratividade”, disse hoje à agência Lusa o presidente da Câmara Municipal de Alter do Chão, Joviano Vitorino.

Um dos objetivos do projeto conjunto dos três concelhos, localizados no distrito de Portalegre, passa pela criação de um roteiro integrado, de forma a fixar os turistas na região durante um maior período de tempo.

“O roteiro integrado pretende fixar durante um maior período de tempo os visitantes nos nossos territórios, pois possuímos espaços (como monumentos) suficientes que garantem essa atratividade, bem como outros ativos, como unidades hoteleiras, que vão permitir alcançar este objetivo”, disse.

O mercado espanhol está na “mira” dos três concelhos alentejanos, que tencionam desenvolver um projeto que dê a conhecer em Badajoz (Espanha) “o que de melhor há e se faz” nos concelhos de Alter do Chão, Fronteira e Monforte.

“Outro dos objetivos passa por montar uma loja em Badajoz, no sentido de dar a conhecer os nossos concelhos e atrair turistas dessa região espanhola”, disse.

Joviano Vitorino explicou que estão a ser mantidas “conversações” com o autarca de Badajoz, no sentido de abrir um espaço naquela cidade espanhola.

A promoção deste “triângulo turístico” vai passar também pelo envolvimento das unidades hoteleiras, através da criação de uma página na Internet, entre outras iniciativas.

Segundo o autarca, o projeto conta com o apoio da associação “Terras do Condestável”, ao abrigo de um protocolo com a duração de dois anos.