Um hospital no norte do Iémen gerido pelos Médicos Sem Fronteiras /MSF) foi atingido por um ataque aéreo da coligação pró-Governo liderada pela Arábia Saudita. 

A informação foi avançada esta terça-feira pelos MFS, citados pela Reuters: “As instalações dos MSF em Saada, Iémen, foram atingidas por vários ataques aéreos ontem à noite, com pacientes e funcionários no interior.”

Os bombardeamentos dos aliados árabes sunitas, liderados pela Arábia Saudita, atingiram em muitas ocasiões alvos civis e fizeram vítimas entre a população em zonas sob o controlo dos rebeldes, especialmente na capital.

A agência de notícias estatal Saba, dirigida pelos Houthi, inimigos da coligação, citaram o diretor do hospital para avançar que várias pessoas ficaram feridas. Ainda não se conhecem outras informações sobre vítimas.