Mundo

Varoufakis, o ex-ministro que vale 60 mil euros por palestra (fora da Europa)

5.258

Varoufakis é acusado de usar a sua condição de ex-ministro das Finanças da Grécia para enriquecer, dando conferências e palestras. É mais uma polémica relacionada com o estilo de vida do economista.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Elsa Araújo Rodrigues

“Faz o que eu digo, não faças o que eu faço,” é o ditado que parece aplicar-se a Yanis Varoufakis. O ex-ministro das Finanças gregas, que acusou vários países e credores de beneficiarem da crise grega é, por sua vez, criticado pelo semanário helénico Proto Thema por estar a rentabilizar o seu currículo de ex-governante.

“O homem que contribuiu para a catástrofe da economia grega ao obstruir as conversações com os credores internacionais e que levou o país a introduzir controlo de capitais está a ganhar rios de dinheiro”, escreveu o Proto Thema refere o Telegraph.

Varoufakis cobra 60 mil dólares (cerca de 54,4 mil euros) para discursar num país fora da Europa e 5 mil dólares (cerca de 4 mil e 500 euros) por uma comunicação num país europeu. Por uma aula numa universidade, o economista e ex-professor universitário recebe 1. 500 dólares (cerca de 1.400 euros).

Os valores foram divulgados pelo Proto Thema, que os obteve através de um email recebido da London Speaker Bureau, a agência que representa o ex-ministro. 

A agência não prestou declarações sobre os valores em causa e referiu apenas que “os conferencistas adaptam os valores pedidos à natureza do evento, à sua duração e à viagem necessária”, disse um porta-voz da empresa ao Telegraph. Para além dos valores considerados “escandalosos”, a imprensa grega refere também que Varoufakis exige viajar em classe executiva e pede alojamento e refeições incluídas. Mas os valores cobrados por Varoufakis até podem nem ser considerados muito elevados.

Em maio passado, Tony Blair, ex-primeiro ministro britânico, foi notícia por alegademente ter pedido cerca 330 mil libras (457 mil euros) para discursar durante 20 minutos na conferência “Eat” contra a fome no mundo, segundo o Express. George W. Bush, ex-presidente dos EUA, recebe entre 100 mil e 175 mil dólares (90 mil a 158 mil euros) por palestra, diz o POLITICO. E o casal Clinton ganhou cerca de 25 milhões de dólares (cerca de 22 milhões de euros) com discursos, entre janeiro de 2014 e maio de 2015, escreve o Washington Post. 

Em relação à conferência “Democratizar a Zona Euro” que Varoufakis deu há 10 dias na Universidade de Coimbra, ex-ministro grego nada recebeu, disse fonte do Centro de Estudos Sociais da mesma universidade à TVI.

Esta não é a primeira vez que Yanis Varoufakis é alvo de críticas. No passado foi censurado por utilizar um cachecol de uma célebre marca de luxo britânica numa das reuniões do Eurogrupo e também por ter dado uma entrevista à revista francesa Paris Match onde exibia um nível de vida muito acima da média do povo grego.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)