Um atleta queniano terminou conquistou o segundo lugar na Maratona de Nairobi no passado domingo. Julius Njogu garantiu o segundo posto do pódio nos últimos metros da corrida ao ultrapassar facilmente outro concorrente. N

Até aqui tudo bem. Até à parte do facilmente. Ou do demasiado facilmente. É que no fim da corrida, Njogu foi acusado pelos organizadores da competição de ter corrido apenas o último quilómetro da corrida. E as suspeitas foram levantadas pela facilidade com que o queniano ultrapassou o seu concorrente nos últimos momentos de uma corrida com mais de 40 km. 

Pareceu fácil. E foi mesmo:

https://www.youtube.com/watch?v=f-SPUULiUkI

Segundo a organização, o atleta saltou do meio dos espectadores e entrou na corrida reclamando os 7 mil dólares (quase 6.500 euros) de prémio para o segundo classificado da maratona.

Mas Hassan Omar, coordenador da corrida, afirmou à agência Associated Press que “este é um impostor. Ele apenas apareceu no final. Ele enganou-me e enganou o tempo dos resultados.”

Segundo conta a NBC, o atleta foi interrogado pela polícia tendo sido libertado sem quaisquer acusações. No entanto, as autoridades confirmaram que Julius Njogu admitiu que, realmente, não participou a corrida inteira mas que não tinha a intenção de ficar com o prémio.