O Governo deu aos bancos que financiam a TAP o poder para reverter a privatização da TAP caso a situação financeira da transportadora aérea se agrave depois de passar para as mãos do grupo privado formado David Neeleman e Humberto Pedrosa, avança hoje o Público.

O mecanismo de garantia foi incluído numa resolução aprovada pelo Governo na passada quinta-feira em Conselho de Ministros

Entre os bancos com este poder estarão o BCP, a Caixa Geral de Depósitos, o BPI, o BIC e o Deutsche Bank.

Para que isso aconteça é preciso que alguns indicadores específicos demonstrem de forma objetiva que a situação financeira da empresa piorou e que a qualidade dos créditos concedidos é posta em causa.

A avançar, a empresa passaria novamente para a holding que gere as participações do Estado, a Parpública, que ficaria como garante dos empréstimos da empresa.