Rádio Observador

Tecnologia

Google homenageia o matemático George Boole. Uma homenagem merecida

5.832

A Google celebra esta segunda-feira o 200º aniversário de George Boole, através de um Doodle especial. Boole foi um matemático que desenvolveu vários estudos que estão na base da computação moderna.

George Boole, nascido no século XIX, ficou conhecido pelos seus contributos matemáticos para a ciência da computação.

Twitter/Time

A Google já nos habituou à comemoração de datas importantes através da criação de doodles animados. Esta segunda-feira homenageia o matemático britânico George Boole, através de um doodle especial que assinala a data do seu 200º aniversário, avança o Telegraph.

George Boole ficou conhecido pelo papel que a sua pesquisa desempenhou na revolução digital do século XX. O trabalho de Boole é amplamente citado, segundo a Time, face ao sistema de lógica elaborado pelo matemático que permitia condensar alguns pensamentos mais complexos em equações simples. A lógica ou álgebra booleana, diz o Telegraph, baseia-se numa teoria matemática que influenciou os sistemas binários utilizados nos circuitos elétricos e nos computadores e que está na base do próprio motor de busca da Google, segundo o El País. George Boole ficou conhecido, diz o Mirror, como o pai da era da informação, devido aos seus contributos para a ciência da computação.

O doodle animado desta segunda-feira representa as portas lógicas que são utilizadas na computação e que são derivadas das funções booleanas. Várias letras se vão ativando em momentos diferentes. Por exemplo quando o “x” e o “y” estão ambos ativados, o primeiro “g” e o segundo “o” acendem-se. A porta “XOR” ativa o primero “o” e é uma porta exclusiva, o que significa que só é ativada quando apenas e só o “x” ou o “y” são verdadeiros, explica o Telegraph. Esta é uma das lógicas embutidas na maioria dos dispositivos digitais atualmente.

George Boole nasceu e morreu nos finais do século XIX, com apenas 49 anos. Foi professor de matemática na University College Cork, na Irlanda, onde escreveu a sua obra mais famosa :”Uma investigação das Leis do Pensamento”. Os seus sucessos científicos permitiram que recebesse ainda a medalha de ouro de matemática pela Royal Society, em 1844.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)